Longe de problemas, Timão trabalha forte, grupo ganha em união e vê Tite 'pilhado'

Longe de problemas, Timão trabalha forte, grupo ganha em união e vê Tite 'pilhado'

Por Meu Timão

Tite exige muito dos jogadores

Tite exige muito dos jogadores

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Não pense que as ações de marketing programadas para o período de treinamentos na Flórida atrapalhou o Corinthians. Sem sequer "botar o nariz para fora" do hotel em horários livres, o elenco alvinegro aproveita para trabalhar forte, aumentar a união entre os atletas remanescentes, integrar os novos e, principalmente, seguir a forte rotina imposta por Tite e sua comissão técnica.

Se no Brasil o noticiário alvinegro mostra uma enorme agitação pré-eleitoral e especulações de contratações com final nada felizes, nos EUA o clima é de absoluta tranquilidade. Sem nenhum oba-oba, clima negativo ou pressão excessiva, o Corinthians vem se dedicando a um forte trabalho físico, técnico e tático, que já chama a atenção de todo o staff do futebol e também da imprensa presente.

Cristian, que passou cinco anos na Europa, foi o primeiro a alertar para as atividades do técnico Tite. "Treinamento europeu, coisa boa" - disse. Com uma base deixada e treinamentos intensos e sob muita cobrança, quem observa a equipe em campo percebe dois times bem armados e que não aparentam viver um período de início de trabalho.

É claro que trata-se apenas de uma primeira impressão, que o valor mesmo estará nos jogos oficiais, mas é possível ver aos quatro cantos do hotel alvinegro a mudança de clima com a troca de treinador. Uma pessoa da comissão próxima do técnico Tite, revelou:

- O clima é outro, tudo mudou. Agora, segurança não bate mais na porta para acordar jogador. O Tite está de olho em absolutamente tudo, conversa com todos e faz questão de conhecer o elenco a pleno.

"Pilhado" após um ano sem trabalhar, Adenor - como alguns da Fiel gostam de chamá-lo já deixou o recado partindo do exemplo: se o Corinthians não for bem sucedido em 2015, não será por falta de trabalho e seriedade.

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes