Lateral Ferrugem rescinde contrato com o Coringão para atuar em outro continente

Lateral Ferrugem rescinde contrato com o Coringão para atuar em outro continente

Por Meu Timão

Ferrugem atuará no Japão em 2015

Ferrugem atuará no Japão em 2015

O lateral Ferrugem tem um novo clube para o ano de 2015. E não será o Sport, que confirmou sua chegada no começo de janeiro. O lateral ficará um ano emprestado ao Vissel Kobe, time da primeira divisão do Japão. O clube asiático, por sinal, já anunciou o brasileiro em seu site oficial. Para atuar no Oriente, ele rescindiu acordo com o Corinthians, com quem tinha vínculo até maio.

Dona dos direitos federativos do jogador, a Ponte Preta ainda não confirmou a cessão ao Vissel Kobe. O clube só aguarda a solução de alguns detalhes burocráticos para oficializar o negócio. As informações são do portal GloboEsporte.

A Ponte tenta um acordo para receber os R$ 312 mil a que tem direito pelo período em que o volante ficou emprestado ao Corinthians (são duas parcelas atrasadas, já em tramitação na Justiça). Além disso, negocia a ampliação do vínculo de Ferrugem pelo período em que ele ficará fora do Moisés Lucarelli.

No Parque São Jorge, ganhou a camisa 2 e teve algumas possibilidades com o técnico Mano Menezes, todas na lateral-direita. Para 2015, ele não fazia parte dos planos de Tite, novo treinador alvinegro. O clube tem, para o setor, o remanescente Fagner e o recém-contratado Edilson, que era do Botafogo.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes