Para evitar punições, Corinthians ainda não formalizou Edu Dracena

Para evitar punições, Corinthians ainda não formalizou Edu Dracena

Por Meu Timão

Corinthians quer evitar 'caso Petros' com Dracena

Corinthians quer evitar 'caso Petros' com Dracena

Foto: Ricardo Saibun / Divulgação

Precaução. Escaldado pelas peripécias do STJD, e suspensões aplicadas por vírgulas fora do lugar, o Corinthians prefere esperar para apresentar o zagueiro Edu Dracena publicamente. Já treinando fisicamente no CT Dr. Joaquim Grava, o novo xerife deve ficar só na academia por pelo menos mais um dia.

A nova prática adotada é consequência do "Caso Petros". Com o antigo contrato rescindido no mesmo dia que o novo foi assinado, o atleta sequer poderia jogar, segundo a acusação da promotoria. Absolvido, o Timão prefere não dar margem para qualquer especulação e só apresentar novos reforços com a parte jurídica 100% resolvida - o mesmo aconteceu com Edilson e Mendoza, apresentados apenas nos Estados Unidos.

O BID (Boletim Informativo Diário) publicou ontem a rescisão de Dracena com seu ex-clube, o Santos. O contrato de dois anos entre o zagueiro e o Corinthians deve ser registrado hoje, já que todas as taxas já foram pagas.

Seguindo a normalidade, a apresentação do atleta acontecerá amanhã, quinta-feira, após o treinamento da tarde, marcado para às 16h30.

Veja Mais:

  • Jabá marcou seu primeiro gol como jogador profissional do Corinthians

    Trio desencanta, e Corinthians vence Linense no 'esquenta' para mata-mata do Paulistão

    ver detalhes
  • Confira os gols de Corinthians 3x1 Linense

    VÍDEO: Confira os gols de Corinthians 3x1 Linense

    ver detalhes
  • Guilherme Arana e Caique França foram bem avaliados pela torcida do Corinthians

    Goleiro e lateral são destaques do Corinthians nas notas da torcida após vitória sobre Linense

    ver detalhes
  • Corinthians enfrentará o Botafogo nas quartas de final

    Veja como ficou a classificação e os confrontos do mata-mata do Campeonato Paulista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes