Endividado e sem a bilheteria dos jogos, Corinthians prevê poucos investimentos em 2015

8.7 mil visualizações 75 comentários

Por Diego Salgado

Corinthians dará início ao pagamento da nova arena em julho deste ano

Corinthians dará início ao pagamento da nova arena em julho deste ano

A diretoria corinthiana divulgou nesta quinta-feira o balanço financeiro do ano passado. O relatório aponta queda da receita total e uma dívida de R$ 313,5 milhões. Sem poder contar com a bilheteria das partidas desta temporada, que será destinada ao Fundo de Investimento da Arena Corinthians, o clube prevê poucos investimentos em 2015.

'É um ano de contenção, que precisaremos segurar o investimento. A nossa posição de caixa imediato hoje é delicada. Esse ano é praticamento investimento zero. A partir do ano que vem entra na normalidade', disse Raul Corrêa, diretor financeiro do clube.

O Corinthians arrecadou R$ 43,1 milhões com a bilheteria das partidas disputadas em 2014, mas apenas R$ 6,9 milhões entraram nos cofres no clube - o restante (R$ 36,2 milhões) foi destinado ao Fundo da Arena. Dessa forma, o montante 'livre' representou 2,67% da receita total, que chegou a 258,2 milhões. Nos últimos anos, a bilheteria tornou-se uma importante fonte de receita. Em 2009, ela chegou a 15% do total. Depois, a proporção caiu a praticamente 10% no triênio 2011/2012/2013.

O endividamento do clube, por sua vez, aumentou - passou de R$ 193,7 milhões em 2013 para R$ 313,5 milhões esse ano - em 2007, o valor era de R$ 101,5 milhões. 'Temos uma dificuldade imediata. Os investimentos acabam gerando essa estrutura', afirmou Corrêa, que citou a compra de jogadores na temporada, como Elias - o Corinthians pagou 4 milhões de euros (R$ 12,2 milhões) por 50% dos direitos econômicos.

Arena

O relatório também traz detalhes da operação financeira da Arena Corinthians. Segundo o documento, o estádio está orçado em R$ 1,084 bilhão. A dívida com bancos chega a R$ 750 milhões. O prazo de pagamento será de 13 anos e meio, a partir julho, em parcelas mensais. O pagamento ocorrerá com o montante acumulado no Fundo. Estima-se que o valor será de R$ 5 milhões mensais.

No ano passado, o clube disputou 18 partidas na nova arena. A renda bruta chegou a R$ 36,5 milhões. A líquida, por sua vez, a R$ 23,03 milhões - ou 63,1% do total. De acordo com Corrêa, outras fontes de receita ligadas ao funcionamento do estádio irão ajudar na conta, como estacionamento, cadeiras cativas, bares e restaurante. O clube deve fazer mais de 35 jogos no local nesta temporada.

Veja Mais:

  • Após 12 anos de inúmeros recursos dos dois lados, o Corinthians venceu o ex-jogador Ricardinho na Justiça do Trabalho

    Corinthians vence ex-jogador Ricardinho na Justiça do Trabalho e evita nova perda financeira

    ver detalhes
  • Luan comemora com Gabriel seu gol durante partida entre Corinthians e Huancayo, pela Sul-Americana

    Luan brilha, Corinthians domina Huancayo e vence a primeira na Sul-Americana

    ver detalhes
  • Luan foi eleito o melhor em campo na votação dos torcedores do Meu Timão

    Luan destoa e é eleito melhor do Corinthians em noite de vitória; dupla de laterais completa o pódio

    ver detalhes
  • Mancini gostou da atuação de sua equipe

    Mancini vê melhora nos dois últimos jogos e projeta sequência a esquema: 'Pode melhorar a cada jogo'

    ver detalhes
  • Luan durante partida entre Corinthians e Huancayo, pela Sul-Americana

    Fiel se rende a Luan e elogia garotos após vitória do Corinthians no Peru; veja tuítes

    ver detalhes
  • Pela Sul-Americana, Luan anotou dois diante o Huancayo

    Luan iguala Mateus Vital na artilharia do Corinthians na temporada; veja lista

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x