Contrato do lutador Anderson Silva com o Coringão acabou em novembro

Contrato do lutador Anderson Silva com o Coringão acabou em novembro

Por Meu Timão

1.4 mil visualizações 30 comentários Comunicar erro

Anderson Silva não é mais patrocinado pelo Corinthians

Anderson Silva não é mais patrocinado pelo Corinthians

Foto: Agência Corinthians

A notícia mais recente que envolve o nome de Anderson Silva é com relação ao exame antidoping que testou positivo. Contudo, uma das marcas que esteve associada ao lutador em seu combate contra Nick Diaz, no último sábado, porém, já estava com sua parceria com o atleta encerrada.

Seu contrato com o Corinthians clube que o patrocinou entre 2011 e 2013 e novamente a partir de dezembro de 2013, encerrou seu vínculo com o ex-campeão dos pesos-médios do UFC em novembro passado.

A informação saiu no site da MMA Fighting e foi confirmada pelo Combate.com, divisão que cobre as lutas do portal Globo Esporte, em contato com o departamento de marketing do clube. O contrato se encerrou em novembro de 2014 e o Corinthians decidiu não renovar.

Apesar de encerrado, Silva exibiu o escudo da equipe em sua última luta. A diretoria especula que o lutador o tenha feito simplesmente por ser torcedor do time e garantiu que não pagou pela exposição.

Veja Mais:

  • Fábio Carille exibe a taça de heptacampeão brasileiro; treinador seguirá carreira na Ásia

    Fábio Carille deixa Corinthians e acerta com Al-Wehda, da Arábia Saudita

    ver detalhes
  • Titulares do Corinthians foram a campo nesta terça-feira

    Titulares vão a campo, mas Carille não esboça time; jovem ganha atenção especial no fim do treino

    ver detalhes
  • Ginásio Wlamir Marques deve receber bom público em série final do NBB

    Casa do Corinthians, Ginásio Wlamir Marques volta a abrigar decisão do NBB

    ver detalhes
  • Corinthians de Ángel Romero entra em campo nesta quinta pela Libertadores

    O que está em jogo para o Corinthians na última rodada da fase de grupos da Libertadores

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes