Contrato do lutador Anderson Silva com o Coringão acabou em novembro

Contrato do lutador Anderson Silva com o Coringão acabou em novembro

Por Meu Timão

1.4 mil visualizações 30 comentários Comunicar erro

Anderson Silva não é mais patrocinado pelo Corinthians

Anderson Silva não é mais patrocinado pelo Corinthians

Foto: Agência Corinthians

A notícia mais recente que envolve o nome de Anderson Silva é com relação ao exame antidoping que testou positivo. Contudo, uma das marcas que esteve associada ao lutador em seu combate contra Nick Diaz, no último sábado, porém, já estava com sua parceria com o atleta encerrada.

Seu contrato com o Corinthians clube que o patrocinou entre 2011 e 2013 e novamente a partir de dezembro de 2013, encerrou seu vínculo com o ex-campeão dos pesos-médios do UFC em novembro passado.

A informação saiu no site da MMA Fighting e foi confirmada pelo Combate.com, divisão que cobre as lutas do portal Globo Esporte, em contato com o departamento de marketing do clube. O contrato se encerrou em novembro de 2014 e o Corinthians decidiu não renovar.

Apesar de encerrado, Silva exibiu o escudo da equipe em sua última luta. A diretoria especula que o lutador o tenha feito simplesmente por ser torcedor do time e garantiu que não pagou pela exposição.

Veja Mais:

  • Elenco alvinegro vive uma das semanas mais importantes da temporada

    Mistérios de Jair, decisão e confronto direto no Brasileiro: Corinthians vive semana decisiva

    ver detalhes
  • Léo Santos vai passar por nova avaliação na tarde desta segunda-feira

    Dúvida para a final, Léo Santos depende de nova avaliação para saber se tem condição de jogo

    ver detalhes
  • Arena Corinthians promete estar lotada nessa quarta-feira na final da Copa do Brasil

    Corinthians confirma ingressos esgotados para final da Copa do Brasil na Arena

    ver detalhes
  • Timão vai decidir título nacional na Fazendinha

    Corinthians conhece datas e horários das finais do Brasileiro Feminino; decisão é no PSJ

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes