Contrato do lutador Anderson Silva com o Coringão acabou em novembro

Contrato do lutador Anderson Silva com o Coringão acabou em novembro

Por Meu Timão

Anderson Silva não é mais patrocinado pelo Corinthians

Anderson Silva não é mais patrocinado pelo Corinthians

Foto: Agência Corinthians

A notícia mais recente que envolve o nome de Anderson Silva é com relação ao exame antidoping que testou positivo. Contudo, uma das marcas que esteve associada ao lutador em seu combate contra Nick Diaz, no último sábado, porém, já estava com sua parceria com o atleta encerrada.

Seu contrato com o Corinthians clube que o patrocinou entre 2011 e 2013 e novamente a partir de dezembro de 2013, encerrou seu vínculo com o ex-campeão dos pesos-médios do UFC em novembro passado.

A informação saiu no site da MMA Fighting e foi confirmada pelo Combate.com, divisão que cobre as lutas do portal Globo Esporte, em contato com o departamento de marketing do clube. O contrato se encerrou em novembro de 2014 e o Corinthians decidiu não renovar.

Apesar de encerrado, Silva exibiu o escudo da equipe em sua última luta. A diretoria especula que o lutador o tenha feito simplesmente por ser torcedor do time e garantiu que não pagou pela exposição.

Veja Mais:

  • Rodriguinho enfrenta o Patriotas na Colômbia; fora Gabriel, Carille promove quatro novidades

    Em treino na Colômbia, Carille define escalação do Corinthians para jogo da Sul-Americana

    ver detalhes
  • Cássio ergue taça de campeão paulista 2017; jogador está perto de atingir 300 jogos

    Perto dos 300 jogos, Cássio elege Corinthians de 2017 o melhor grupo do qual fez parte

    ver detalhes
  • Da arquibancada para o campo: estádio de adversário do Corinthians não tem alambrado; veja vídeo

    Da arquibancada para o campo: estádio de adversário do Corinthians não tem alambrado; veja vídeo

    ver detalhes
  • Romarinho foi protagonista da final da Libertadores há cinco anos

    Viraliza na web versão de gol do Romarinho narrado por Galvão Bueno; assista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes