Saideira: Gobbi esparrama no ventilador e chama Paulo Nobre de desleal

Saideira: Gobbi esparrama no ventilador e chama Paulo Nobre de desleal

6.5 mil visualizações 75 comentários Comunicar erro

Mário Gobbi concedeu entrevista no CT Dr. Joaquim Grava

Mário Gobbi concedeu entrevista no CT Dr. Joaquim Grava

Foto: Meu Timão

Nos seus últimos momentos como presidente do Corinthians, Mário Gobbi Filho concedeu uma entrevista polêmica no CT Dr. Joaquim Grava após o treino dessa sexta-feira. O assunto principal foi a determinação de torcida única no clássico contra o Palmeiras imposta - e já revogada - pela Federação Paulista de Futebol.

Gobbi contou como aconteceu todo o processo envolvendo o Corinthians, Palmeiras, Ministério Público e a Federação Paulista. O presidente se declarou muito triste com toda a situação e, principalmente, com Paulo Nobre, presidente do Palmeiras, que, segundo ele, cometeu um ato de traição.

Com direito a declarações alteradas e até cantorias descontraídas, Gobbi deixou a sala satisfeito após a Federação Paulista liberar os ingressos.

Confira:

Agradecimento

(Após saber da decisão da FPF) - Eu quero agradecer agradecer ao Reinaldo Carneiro Pastos pela sensibilidade, agradecer ao Paulo Nobre. Vamos ter isso como um equívoco resolvido assim que os ingressos chegarem em nossas mãos. Que Deus abençoe todos nós e que seja um baita jogo, um baita clássico.

Primeiro aviso

Antes do jogo contra o Once Caldas, recebi a recomenção enviada pelo Minstério Público segundo a qual o jogo entre Palmeiras e Corinthians, e tão somente esse jogo, nenhum outros mais, deveria ter público mandante e a torcida do Corinthians não teria acesso ao espetáculo. Imediatamente liguei para a FPF e ponderei que essa tentativa de coibir a violência poderia ter o efeito contrário. Disse que isso deveria ser feito de uma maneira diferente e não faltando três dias para o clássico, na calada da nnoite, sorrateiramente, nos bastidores. Disse que vocês estão criando um monstro. Vai ficar muito ruim o torcedor do Corinthians ser discriminado dessa forma e somente nesse jogo. Ele disse que pensaria e que me retornaria no dia seguinte.

Paulo Nobre

Ainda no ônibus liguei para o Paulo Nobre e coloquei minha posição para ele. Falei que não era daquela forma que se fazia e que ele poderia estar instigando uma rivalidade que hoje é serena. Você está transformando Corinthians e Palmeiras em Corinthians e São Paulo. Tudo que lutamos para acalmar com o São Paulo, você está levantando com o Palmeiras. A torcida do Corinthians não aceitará ficar fora do clássico. Você vai causar uma revolta muito grande.


Fiquei muito triste com o Nobre. Tinha ele como um grande amigo legal. Eu tive Alan Kardec na minha mão e não o fiz em respeito a lealdade com ele. Isso aqui, você armar isso por causa de 12 mil cadeiras. E quem redigiu a recomendação, estranhamente, é um desembargador muito amigo do Paulo Nobre. Se os ingressos não vierem, eu me sinto traído e falei isso para ele.

12 mil cadeiras

Nas argumentações, Paulo Nobre disse que infelizmente o estádio dele não foi feito para receber a torcida visitante. Que para ele colocar a torcida, ele deixa de vender 12 mil cadeiras ao palmeirenses e que é um prejuízo que ele não pode arcar. Eu disse que o barato poderia sair muito caro. Lembrei a ele da nossa lealdade, da postura que sempre tivemos, da ética moral e disse que tudo isso poderia vir a desabar.

Polícia Militar

A Polícia Militar, por sua vez, foi taxativa ao dizer que foi o Ministério Público e a Federação que barraram os ingressos para a torcida do Corinthians. Ela garante a segurança do jogo com a torcida dentro do estádio. Que isso fique claro para todos.

Paulo Castilho

Ele disse que o Corinthians é refém da Gaviões da Fiel. Eu acho que ele se olhou no espelho. Por que quem tem competência e dever para fiscalizar torcida organizada e autorizar o funcionamento dela é o Ministério Público e não os dirigentes de clube. Refém é ele. Porque ele não fecha as organizadas? Se ele acha que tem bandido, fecha, então. Exerça a sua função. Eu não sou refém de ninguém. Nesses três anos de clube fiz aquilo que a minha consciência mandou fazer. Eu recebi cinco mil pessoas apra conversar no Corinthians e eles não são meus amigos.

E o futebol?

Eu faço isso para o bem do futebol. Não estou defendendo esse ou aquele. Acho que o futebol dirigido dessa forma acarreta um prejuízo irreparável a todos. O jogo deixou de ser a atração e a atração ficou sendo os ingressos para os visitantes, algo que acontece há décadas e sem problemas.

Faltou pulso

O presidente da Federação não teve pulso. Não exerceu o seu poder de dar os ingressos, de tratar o Corinthians com o respeito que ele merece, que a torcida merece. É a maior torcida do Brasil, maior audiência do futebol. Não merece ser tratado como o moleque que foi. Foi um "passa moleque" que a Federação e o Palmeiras derão. A única forma de retratação é dar os ingressos que temos direito e eu não sei como será daqui para frente.

G4

Recentemente participei de uma reunião do G4, com os quatro grandes de São Paulo, onde teve uma homenagem ao Juvenal. Lá começaram a falar dos quatro grandes se unir, de lutar contra CBF e a FPF, de derrubar o sistema. Eu levantei e disse: vocês estão achando com cara de palhaço? Um sempre quer puxar o tapete do outro aqui. O Corinthians não vai entrar em G4 nenhum onde tem um time X que trabalha nos bastidores para que o Corinthians ganhe menos com os direitos de televisão por que a torcida dele é muito pequenininha.

Estou saindo amanhã e no futebol não tem parceiro. Não tem coirmão, G4, G10, nem nada. Cada um por si e Deus para todos. Que se dane o povo, que se dane a torcida, que se dane tudo.

Veja Mais:

  • Renan Areias comemora o gol marcado contra o São Paulo, na final da Copa do Brasil Sub-20

    Corinthians vence São Paulo na Arena e sai na frente na final da Copa do Brasil Sub-20

    ver detalhes
  • Maycon (à esq.) não fica após Copa; Rodriguinho e Jadson devem receber ofertas

    Andrés diz que Corinthians deve perder três titulares durante janela de transferências

    ver detalhes
  • Destaque no Timãozinho, Rafael Bilu despertou interesses de clubes europeus

    Meia-atacante do Sub-20 do Corinthians admite sondagem da Europa; saída pode ser de graça

    ver detalhes
  • Osmar Loss não esboçou o time titular no treinamento deste sábado

    Loss mantém mistério no Corinthians e poupa titulares em último treino; veja provável escalação

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes