Gritos e pânico: delegação do Corinthians encara voo turbulento no retorno ao Brasil

Gritos e pânico: delegação do Corinthians encara voo turbulento no retorno ao Brasil

Jogadores do Corinthians passaram por sufoco na volta pra casa nesta sexta-feira

Jogadores do Corinthians passaram por sufoco na volta pra casa nesta sexta-feira

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

A delegação do Corinthians tomou um susto e tanto nesta sexta-feira no retorno ao Brasil, após o empate com o Once Caldas, na Colômbia. O avião com todo o elenco alvinegro, que saiu de Bogotá por volta das 18h30 com destino a Guarulhos, encarou uma forte turbulência e causou pânico na tripulação durante boa parte do voo.

O repórter do globoesporte.com, Carlos Augusto Ferrari, estava presente no voo e contou com detalhes como tudo aconteceu.

Após cerca de 40 minutos de voo, avisos luminosos para colocar os cintos de segurança foram acionados por causa da passagem por uma grande concentração de nuvens carregadas. O avião começou a balançar para os lados e teve uma queda brusca de cerca de três segundos. Os passageiros entraram em desespero ao ponto de um deles gritar "Nós vamos morrer".

O zagueiro Gil, que fazia um tratamento na panturrilha direita, lesionada na partida contra o Once Caldas, era um dos jogadores mais assustados com a turbulência. O atleta chegou a gritar e cobrir a cabeça com um cobertor fornecido pela companhia aérea.

Alguns minutos depois, ainda em território colombiano, a aeronave sofreu uma nova queda brusca, mas mais leve que a anterior. "Eu estava olhando para frente e percebi que o avião teve uma queda na parte de trás", contou o goleiro Walter.

A situação só se acalmou quando o avião começou a sobrevoar o estado do Amazonas. As luzes de alerta foram apagadas e jogadores e outros passageiros passaram a andar pelo avião. "Eu não costumo ter medo, mas nessa fiquei bolado", comentou o meia Renato Augusto, ao conversar com os goleiros Cássio e Matheus Vidotto.

Ao passar pelo estado de Rondônia, a turbulência retornou. As luzes foram novamente acesas, mas, dessa vez, tudo foi mais calmo. Somente três horas antes do pouso, as luzes foram apagadas novamente. Apesar do alivio, o clima seguiu tenso.

O avião chegou a Guarulhos à 0h43 desta sexta-feira. Ao pousar, o piloto foi aplaudido pelos passageiros.

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes