Corinthians joga bem, vence o freguês e começa a Libertadores com três pontos

Corinthians Corinthians 2 x 0 São Paulo São Paulo

Libertadores 2015

Corinthians joga bem, vence o freguês e começa a Libertadores com três pontos

Por Meu Timão

Elias marcou o primeiro gol do Timão no clássico

Elias marcou o primeiro gol do Timão no clássico

Foto: Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians

Depois de dias ansiosos para o clássico, Corinthians e São Paulo finalmente se encontraram - pela primeira vez - na Libertadores da América. Na noite desta quarta-feira, o Timão recebeu o rival na Arena Corinthians e venceu o confronto por 2x0.

Antes do início do jogo, Ralf recebeu uma homenagem da diretoria corinthiana - no clássico, o volante completou 300 jogos com a camisa alvinegra. O jogador recebeu uma camisa com o número 300, uma placa comemorativa e assistiu no telão um breve vídeo homenageando sua carreira no Parque São Jorge.

Festa à parte, a grande preocupação da partida era a escalação: Tite escondeu o time, que teria mudanças sem a presença de Guerrero - suspenso - no ataque do Corinthians. Por fim, a escalação do Timão veio mesmo com Danilo atuando como um camisa 9 improvisado.

O Corinthians foi a campo com: Cássio, Fábio Santos, Gil, Felipe, Fágner, Ralf, Elias, Renato Augusto, Jadson, Sheik e Danilo. No banco, Tite não pode contar com os tradicionais 11 jogadores e teve que sacar Petros, Cristian, Romero e Luciano. Dentre os reservas, portanto, o Timão tinha Walter, Edilson, Dracena, Bruno Henrique, Mendoza, Malcom e Vagner Love.

A volta do Carrasco

O primeiro tempo do jogo começou com vantagem corinthiana, que manteve a bola no ataque e pressionou a saída de bola do São Paulo. Chegando perto do gol dos rivais, o Corinthians levou perigo nos minutos iniciais do jogo, até que marcou.

Perto dos 9 minutos de jogo, o Corinthianas conseguiu sua melhor chance - Jadson foi derrubado na entrada da área, mas a bola sobrou para Danilo que saiu livre. A arbitragem, porém, marcou equivocadamente impedimento do meia - já que a bola sobrou para o jogador após desviar no adversário.

Com o bom futebol apresentado, porém, o gol era questão de tempo. E depois desse lance, levou apenas 1 minuto para acontecer. Aos 10 minutos, o gol veio de uma belíssima jogada de Jadson, que lançou para Elias sair na cara do gol e fazer um golaço. O jogador, aliás, é carrasco antigo de Rogério Ceni e nunca perdeu um clássico contra o time do Morumbi (de oito jogos, Elias venceu sete, empatou um e marcou seis gols).

Na metade final do segundo tempo, o ritmo da partida caiu um pouco no lado corinthiano, e o São Paulo tentou pressionar. O sistema defensivo se mostrou eficiente, porém, e o Timão segurou as tentativas de avanço do rival - que ficou com pouco poder de criação no ataque.

Segundo tempo esquenta

O fair play que foi visto no primeiro tempo, com jogadores mantendo o bom comportamento em campo caiu por terra na volta do intervalo. Os dois times vieram competitivos e nervosos para a segunda etapa.

Mas o Corinthians tinha a vantagem e manteve a cabeça no lugar - continuou bem estruturado no sistema defensivo mas não deixou de atacar. O jogo ficou muito faltoso, mas quem ditava o ritmo em campo ainda era o Timão.

Quando o jogo ficou lá-e-cá acabou desequilibrado exatamente por um ex-são paulino: o meia Jadson, que marcou mais um gol pro Timão aos 23 minutos. A essa altura, o São Paulo tinha levado seu terceiro cartão amarelo. Do lado corinthiano, somente Felipe levou o cartão após falta na frente da área.

Com o time funcionando, a primeira mexida de Tite só veio aos 42 minutos da segunda etapa; Vagner Love, que era expectativa para o jogo, acabou não entrando já que Danilo fez grande partida. Por isso, as mudanças foram Malcom no lugar de Sheik; Bruno Henrique no lugar de Elias e Mendoza no lugar de Jadson.

A torcida terminou a partida sob gritos de olé e aplaudiu muito os dois autores dos gols no primeiro clássico contra o São Paulo na Libertadores. O próximo jogo do Corinthians será no domingo, pelo Paulista, contra o Ituano.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida entre Corinthians e São Paulo

  • 1000 caracteres restantes