Presidente do São Paulo quer misturar torcidas no clássico contra o Corinthians

Presidente do São Paulo quer misturar torcidas no clássico contra o Corinthians

Por Meu Timão

8.5 mil visualizações 172 comentários Comunicar erro

Pela Libertadores, o Timão venceu o clássico contra o São Paulo por 2 a 0

Pela Libertadores, o Timão venceu o clássico contra o São Paulo por 2 a 0

Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Nessa segunda-feira, em entrevista à Rádio Bandeirantes, o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, revelou que pretende implementar um setor de torcida mista para a realização do clássico entre Corinthians e São Paulo no Morumbi.

A atitude o presidente segue o exemplo do Internacional, que criou um espaço misto diante do clássico contra o Grêmio no Beira-Rio.

- Vou criar um espaço comunitário. Quero ver um cidadão com a camisa do Corinthians ao lado de torcedores do São Paulo, dentro do Morumbi, a exemplo do que fez o Internacional. Precisamos dar esse exemplo aos outros clubes de futebol - disse o presidente.

O jogo de volta entre Corinthians e São Paulo na Libertadores da América está marcado para o dia 22 de abril, no Morumbi, às 22 horas. Antes disso as duas equipes ainda se enfrentam, também no Morumbi, no dia 8 de março, pelo Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Titular diante do Botafogo, Roger é 'baixa inesperada' para clássico no Morumbi

    Roger sofre entorse e desfalca Corinthians no Majestoso; veja três possibilidades de escalação

    ver detalhes
  • Por que o Morumbi é o Salão de Festas do Corinthians | 68

    VÍDEO: Por que o Morumbi é o Salão de Festas do Corinthians | 68

    ver detalhes
  • Clayson reforça Timão no primeiro clássico pós-Copa do Mundo; Roger está fora

    Sem Roger, Loss relaciona Douglas e ganha retorno de atacante para clássico contra São Paulo

    ver detalhes
  • Douglas foi apresentado na tarde desta sexta-feira no CT

    Apresentado no Corinthians, Douglas se diz 200% curado de doença e já se coloca à disposição

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes