Sem reserva no Paulistão, Tite tem indecisão sobre Uendel

Sem reserva no Paulistão, Tite tem indecisão sobre Uendel

Por Meu Timão

14 mil visualizações 132 comentários Comunicar erro

Tite decide o que fazer com Uendel

Tite decide o que fazer com Uendel

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

A ausência de Fábio Santos, que passou por cirurgia e ficará pelo menos mais um mês afastado dos gramados, virou um dos maiores problemas para o técnico Tite do Corinthians. Dono absoluto da posição, o lateral-esquerdo tem 205 jogos com a camisa do Timão - e desses jogos, só não entrou como titular uma única vez.

Sem ele, a vaga de titular ficou para Uendel, que tem feito um bom trabalho. O problema de Tite, porém, será a maratona de jogos do Corinthians. Disputando duas competições ao mesmo tempo, o comandante alvinegro só tem mais uma opção para a vaga: o jovem Guilherme Arana.

"Na Ponte Preta eu fiquei um ano jogando sem reserva e joguei todos os jogos. Sempre trabalhamos com a ideia de não se machucar, mas nunca se sabe o que vai acontecer", contou Uendel, lembrando de que, se ele sofrer uma lesão, a equipe fica sem lateral, pelo menos no Paulistão.

Por causa da limitação de inscritos da Federação Paulista de Futebol, Arana não está no time de 28 atletas corinthianos que podem disputar o Estadual. Ou seja, se Uendel sofresse uma lesão - algo que já aconteceu em 2015 -, o técnico seria obrigado a improvisar alguém para a posição.

"A responsabilidade é grande e eu tenho que corresponder. Tenho que me cuidar, mas não tem que ter um diferencial. Um bom atleta se cuida sendo titular ou não", declarou Uendel, ciente de sua responsabilidade dentro do elenco alvinegro no atual momento.

A decisão agora pesa sobre o departamento técnico: para o Estadual, Tite terá de manter Uendel ou improvisar na posição. Com Uendel, o treinador assume um risco maior de desgaste ou lesão, e poderá perder o atleta para o confronto contra o San Lorenzo, na Libertadores. Sem ele, Tite põe em xeque a campanha do Estadual em nome da prudência.

Caso opte pelo segundo caminho, um dos nomes discutidos para a posição tem sido Mendoza: o jogador é muito rápido e poderia cobrir o setor esquerdo. O colombiano, porém, apesar de ter sido comparado com Jorge Henrique por Tite - não tem o mesmo poder de marcação, e poderia criar espaços vulneráveis na defesa.

Veja Mais:

  • Corinthians encara São Paulo pelas quartas de final da Copa RS

    Corinthians e São Paulo fazem clássico valendo vaga nas semifinais da Copa RS

    ver detalhes
  • Sornoza pode se tornar o quinto reforço do Corinthians para 2019; Fluminense quer atletas

    Sornoza aceita oferta do Corinthians, mas contrapartida com dupla de emprestados emperra

    ver detalhes
  • Trio ganhou espaço no segundo semestre e reencontra treinador em outro patamar

    Jogadores ganham espaço no segundo semestre e reencontram Carille em outro patamar no Corinthians

    ver detalhes
  • Jadson anotou três gols na vitória do Corinthians por 7 a 2 sobre o Deportivo Lara

    Um dos artilheiros, corinthiano Jadson entra em seleção da Libertadores-2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes