Emerson Sheik assume atraso e fala sobre nova fase: 'Estou há dois meses sem beber'

12 mil visualizações 86 comentários

Emerson Sheik garante que escolhe melhor os amigos nessa nova fase no Corinthians

Emerson Sheik garante que escolhe melhor os amigos nessa nova fase no Corinthians

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O atacante Emerson Sheik, titular na partida desse sábado, finalmente falou sobre a polêmica do atraso no treino na semana da partida contra o San Lorenzo, na Argentina.

"O que teve foi um pequeno atraso, de 10 a 15 minutos, domingo, em que eu ainda estava me recuperando da lesão no joelho, o que não influenciou em nada, já que fiz o tratamento todo. E toda aquela história que foi colocada, ela não é verdadeira", explicou o jogador, em entrevista exclusiva para o Globo Esporte.

"Eu não fui (para a Argentina) porque o departamento médico me vetou por conta do problema no joelho", completou.

A informação divulgada pelo Corinthians realmente foi de que o jogador não viajaria com a equipe por contra de uma inflamação no joelho.

Sheik, que tem um passado polêmico não só no Corinthians, mas em quase todas as equipes que passou, sabe que isso o prejudica nessas horas.

"Por causa do meu histórico, qualquer coisa que acontece comigo, ela fica maior. Eu tenho consciência disso. E eu sempre assumi meus erros. Só que desta vez eu não errei. Eu realmente fiquei fora das partidas porque eu tive uma lesão no jogo contra o São Paulo pela Libertadores. O departamento médico foi quem avaliou. Eu não sou médico, eu sou atleta profissional. Minha ausência foi determinação da comissão técnica junto com o departamento médico do clube", explicou.

A polêmica e as mentiras, segundo o jogador, o deixaram muito magoado. "Eu fico chateado porque as pessoas esquecem que por trás de um gari, de uma empregada doméstica ou de atleta, existe o ser humano. E as pessoas que têm o poder de escrever precisam ter cuidado com o que escrevem. Às vezes, isso pode magoar muito", disse.

O atacante garante que mudou sua postura nesse retorno ao Corinthians. Sheik já declarou mais de uma vez que se sente diferente nessa nova passagem ao time alvinegro e que hoje seleciona melhores as companhias com quem anda.

"Eu mudei de casa. Eu morava em Alphaville, que fica muito longe do centro de treinamento. Hoje eu moro em Higienópolis, que é um pouco mais perto. Algumas amizades que me levavam para um caminho que na época eu achava que era legal, hoje eu tenho um pensamento diferente... Hoje eu seleciono muito mais os meus amigos", declarou.

"Eu nunca fui um cara de beber muito. Mas eu tomava minha cerveja. Eu estou há dois meses sem beber, e isso não tem nada a ver com futebol. Isso é uma coisa minha, para a minha saúde, é familiar isso", completou o jogador.

Veja Mais:

  • Fábio Carille e Jô trabalharam juntos no Corinthians, conquistando Estadual e Brasileirão na temporada 2017

    Carille tem interesse na contratação de Jô; calendário pode jogar a favor do Corinthians

    ver detalhes
  • Sainz esteve na Arena Corinthians em 2016

    Novo piloto da Ferrari gosta do Corinthians e prefere Ronaldo Fenômeno a ídolo do seu clube espanhol

    ver detalhes
  • Grupo com maioria de palmeirenses compareceu a ato contra corinthianos na Avenida Paulista

    Grupo responde manifestação pró-democracia de corinthianos em tom de ameaça

    ver detalhes
  • Corinthians corre risco de cruzeirar e também ter pontuação negativa no brasileirão?

    VÍDEO: Corinthians corre risco de cruzeirar e também ter pontuação negativa no brasileirão?

    ver detalhes
  • Carlão vestiu as cores do Corinthians entre 2005 e 2008

    Título, queda e reestruturação: Carlão relembra trajetória de extremos no Corinthians

    ver detalhes
  • Fagner é o maior assistente do Corinthians no ano

    Em bom início, Fagner já supera número de assistências de duas temporadas passadas

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: