Em dia 'que nada dá certo', Tite elogia Love e diz que falta muito para equipe 100%

Em dia 'que nada dá certo', Tite elogia Love e diz que falta muito para equipe 100%

Vagner Love criou boas oportunidades contra o Red Bull Brasil, mas não marcou o primeiro gol no Timão

Vagner Love criou boas oportunidades contra o Red Bull Brasil, mas não marcou o primeiro gol no Timão

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O empate sem gols contra o Red Bull Brasil foi bom, pelo menos, para um jogador do elenco alvinegro: Vagner Love. O atacante, que entrou no intervalo no lugar de Cristian, fez uma de suas melhores partidas com a camisa do Corinthians e chamou a atenção do técnico Tite.

"O Vagner está melhorando a cada momento, o técnico vai conhecendo. Coloquei os dois enfiados. Pedi para ele jogar igual no Flamengo, quando tinha o Adriano. Pedi para movimentar atrás do Guerrero. Ainda estou encontrando a melhor forma para eles. Quando veio para trás, aumentou a área de ação", destacou o treinador em coletiva de imprensa após o jogo.

A dupla Love e Guerrero, que já foi reprovada anteriormente pelo comandante alvinegro, dessa vez recebeu elogios.

"Ele tem uma função mais adiantada. Independentemente disso, a opção do Vagner jogando com o Guerrero já foi bem melhor do que no outro jogo. Ele te dá opções, criamos oportunidades reais nessas movimentações. O entrosamento está maior e vai abrindo essa possibilidade",

Se Love não conseguiu marcar seu primeiro gol com a camisa alvinegra, para o técnico Tite a atuação da equipe foi satisfatória. Segundo ele, esse foi um daqueles típicos dias que nada dá certo.

"Sim, existe (dia que tudo dá errado). É um detalhe que a gente retarda, algo que o adversário neutraliza, o goleiro numa tarde feliz, escolhas certas do adversário... Teve dois impedimentos corretamente marcados por um fio de cabelo. Tem dias em que a precisão, esse último terço do gramado, não dá certo. Uma bola do Vagner Love saltei como se fosse gol, vi jogadores levantando. Tem dias, sim, que nada dá certo", explicou.

Ainda sobre a atuação da equipe, o treinador garante que o Corinthians está longe de estar 100% pronto. Entre rodízios de atletas, competições simultâneas e lesões, o comandante "chato" acredita que ainda é preciso muitos jogos para se atingir esse objetivo.

"Falta muito! Nós temos o ímpeto imediatista que as coisas aconteçam. Nós fizemos, contra o São Paulo, uma partida de nível altíssimo. Ela serve de parâmetro para todos nós. Isso é extremamente difícil. Se uma coisa é retirada (jogadores com lesões), nós vamos encontrando formas alternativas para fazer a construção da equipe. Ela precisa de muito jogos para dizer que está o time está pronto e, mesmo quando estiver, o técnico chato vai dizer que ainda falta algo", brincou Tite.

O próximo confronto do Timão é na Taça Libertadores. O Corinthians viaja a Montevidéu, no Uruguai, para enfrentar o Danubio. O técnico já está com a cabeça no jogo de terça-feira.

"Agora eu passo a ter uma atenção (ao jogo do Danúbio). Treinamos amanhã, sabemos que é um jogo decisivo, que não existe jogo fácil. Estamos mobilizados e sabemos da responsabilidade. Ainda não tem nada decidido. Vamos pensar no jogo de terça, depois retomamos o Paulista, que vai ter uma sequência inevitável", finalizou.

Veja Mais:

  • Jô marcou o gol do Corinthians na noite desta segunda, mas...

    Corinthians leva dois gols de bola área, perde do Botafogo e fica pressionado no Brasileirão

    ver detalhes
  • Lance em que Jô caiu pedindo pênati

    Fim de jogo entre Corinthians e Botafogo tem confusão com jogadores, árbitro e até policiais

    ver detalhes
  • Duelo da equipe sub-17 será na Arena Corinthians

    Corinthians muda jogo da Copa do Brasil Sub-17 para a Arena; entrada será gratuita

    ver detalhes
  • Gol de atacante argentino foi muito parecido com o de Jô

    Após gol 'à la Jô' de rival, torcida do Corinthians cobra repercussão da imprensa; veja tuítes

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes