Fábio Santos compara torcidas do Corinthians e do São Paulo

Fábio Santos compara torcidas do Corinthians e do São Paulo

Por Meu Timão

Fábio Santos já marcou dois gols contra o São Paulo

Fábio Santos já marcou dois gols contra o São Paulo

Foto: Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians

Nem todos torcedores lembram, mas Fábio Santos teve um passado no São Paulo antes de jogar no Corinthians. Formado nas categorias de base do clube do Morumbi, o atleta tem respaldo para poder falar das duas torcidas. Nessa segunda-feira, no programa Fox Sports Rádio, o lateral do Timão fez uma comparação

"A do São Paulo (torcida) é um pouco mais impaciente, um 'pouco grande' em coisa de impaciência. Sempre falei isso em minhas entrevistas, jamais vou cuspir no prato onde eu comi, foram dez anos dentro do São Paulo, devo muita coisa. Desde os 11 anos de idade, quase minha infância inteira foi dentro do São Paulo, então sou muito grato, existe um respeito muito grande, mas minha identificação com o Corinthians é grande, é absurda", disse Fábio Santos.

Segundo o lateral, a diferença da torcida do Timão é que nós nunca deixamos de apoiar, seja a fase boa ou ruim.

"A torcida do São Paulo é uma torcida que vai mais na boa quando o time está ganhando e está bem, aí ela comparece. Nos momentos de dificuldade ela deixa um pouco a desejar; E o Corinthians, ela (a torcida) a todo momento surpreende a gente jogando contra o Red Bull, Mogi Mirim, XV de Piracicaba, tá sempre com 30, 33 ou 35 mil pessoas", ressaltou.

Outra comparação que Fábio Santos pode fazer foi os torcedores que atravessaram o planeta para ver o time jogar no Japão.

"O que a gente passou no Japão no final do Mundial já diz tudo. Eu fui com o São Paulo também no Mundial de 2005 e o embarque também foi algo parecido, estava cheio também o aeroporto. Falavam que iam muitos torcedores para lá mas a gente não esperava tudo aquilo, só vendo mesmo, mas o primeiro jogo, quando a gente estava se aquecendo no vestiário, se preparando para sair no estádio e a gente escutava 'Corinthians! Corinthians!', quando a gente entrou e se sentiu no Pacaembu foi absurdo, só quem estava lá mesmo pode sentir aquela emoção de ver um campo no Japão lotado de corinthianos", lembrou Fábio Santos.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes