Com gols de Guerrero e Felipe, Timão vence o Danubio e encaminha classificação

Corinthians Corinthians 2 x 1 Danubio Danubio

Libertadores 2015

Com gols de Guerrero e Felipe, Timão vence o Danubio e encaminha classificação

Por Meu Timão

Guerrero fez o primeiro gol da partida

Guerrero fez o primeiro gol da partida

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians bateu o Danubio (URU) na noite desta terça-feira por 2 a 1 e chegou à sétima vitória consecutiva na temporada. Com gols do atacante Paolo Guerrero e do zagueiro Felipe, o Timão chegou à nove pontos na competição continental e segue com 100% de aproveitamento. O próximo jogo do Alvinegro na competição é contra o mesmo Danubio, no dia 1º de abril, na Arena Corinthians.

Primeiro tempo acirrado

O jogo começou bem disputado entre as duas equipes. Buscando espaço, o Timão começou trocando passes na intermediária. Quando o Danubio tinha a posse de bola, Elias apertava a marcação sobre o meio de campo rival. Aos oito minutos, após um cruzamento na área alvinegra, Castro cabeceou sozinho, obrigando Cássio a fazer uma grande defesa.

Abusando da ‘catimba’, o time uruguaio dificultava a criação de jogadas do Corinthians. A primeira finalização do time de Tite aconteceu no cabeceio de Guerrero, após a cobrança de escanteio de Jadson aos 15 minutos. Aos 17, o camisa 9 se livrou da marcação na linha de fundo e cruzou rasteiro na área. Sem dificuldades, o goleiro uruguaio fez boa defesa.

Aos 20 minutos de partida, o primeiro lance de perigo do Timão. Após bom passe de Jadson para Emerson Sheik, o atacante invadiu a área e chutou cruzado, obrigando Torgnascioli a fazer grande defesa.

Quando Jadson colocou a bola no chão, o Timão melhorou. Aos 28, o camisa 10 deu um belo lançamento para Uendel, que tentou o toque por cobertura. A zaga do Danubio afastou e, na sobra, Sheik dominou na ponta esquerda e bateu com curva no canto esquerdo do goleiro rival. A bola passou com perigo no gol de Torgnascioli.

Faltando cinco minutos para o fim do primeiro tempo, Guerrero recebeu a bola de Sheik dentro da área, tentou se livrar da marcação e foi claramente agarrado. O árbitro Julio Bascuñán não marcou pênalti. A primeira etapa terminou empatada, com o Timão com mais posse de bola e mais finalizações.

Guerrero matador

O Corinthians voltou para o segundo tempo sem nenhuma alteração. Errando mais passes do que o costume, o Timão começou a dar espaços para a equipe uruguaia. Aos doze minutos, Jadson pegou a sobra na entrada da área e bateu forte, mas sem direção ao gol do Danubio.

Aos 16 minutos, numa triangulação com Sheik, Fagner cruzou para Guerrero, que foi desarmado. Na sobra, Cristian González derrubou Elias na área, e a arbitragem marcou pênalti. Sem Fábio Santos, batedor oficial, Renato Augusto foi para a cobrança. E chutou para longe a chance do Timão de abrir o marcador.

Mesmo com a chance desperdiçada, o Corinthians não se abalou e foi para cima do Danubio. Aproveitando bom cruzamento de Fagner pela direita, Guerrero antecipou à zaga e fuzilou o gol uruguaio, sem chances para Torgnascioli.

Aos 34 minutos, após cobrança da falta de Jadson, Felipe subiu e cabeceou, ampliando o placar no Luis Franzini. No final do jogo, Gonzalo Barreto diminuiu para o Danubio.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida entre Corinthians e Danubio

  • 1000 caracteres restantes