Guerrero reclama de arbitragem e reafirma 'Quero ficar no Corinthians'

Guerrero reclama de arbitragem e reafirma 'Quero ficar no Corinthians'

Por Mayara Munhoz, direto de Montevidéu

5.0 mil visualizações 72 comentários Comunicar erro

Guerrero reclamou da arbitragem

Guerrero reclamou da arbitragem

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O atacante Guerrero escreveu mais um capítulo na história do Corinthians. Na noite dessa terça-feira, ele passou o Tevez e se tornou o maior artilheiro estrangeiro do Timão. Apesar de feliz com os números, o peruano disse que não pensa nisso quando está dentro de campo.

"Feliz por isso. Na verdade, dentro do campo não estou pensando nisso. Estou focado em fazer meu jogo, em fazer o time ganhar. Fico muito feliz por isso, mas quero fazer mais gols", declarou, ainda no estádio.

"Não estou pensando nisso, se passou o Tevez, passou outro. Estou pensando em dar o meu melhor no Corinthians e conseguir meu objetivo que é ser campeão", completou.

Entretanto, para ser campeão com o Corinthians na Libertadores o jogador tem que renovar o seu contrato antes. O vínculo com o clube termina no dia 15 julho, antes das finais da competição. "Minha intenção é ficar no Corinthians. Estou muito feliz jogando aqui. Mas ainda tem a Copa Libertadores, gostaria de sair campeão com o Corinthians. Vamos ver, ainda tem o contrato. Vou deixar nas mãos do meu representante", disse.

A novela entre Corinthians, empresário e o jogador já se arrasta desde o final do ano passado. O peruano garante que evita assistir televisão e ler notícias para não deixar essa indefinição atrapalhar o rendimento dele dentro de campo. Até o momento, parece ter funcionado.

"Eu tento não ligar para isso. Eu não assisto televisão, não ouço radio, então não sei o que eles falam. Estou focado em outras coisas", disse. "Focado no trabalho, focado no Corinthians. Para mim é importante estar bem aqui, estar concentrado", completou.

A concentração, inclusive, tem sido fundamental para o atacante durante as partidas. Alvo constante dos jogadores adversários, o peruano sofreu um pênalti no primeiro tempo do jogo contra o Danubio que não foi marcado pelo árbitro.

"O pior de tudo é que os juízes não estão apitando nada para mim. Eles batem, já passou a jogada e a bola está em outro lugar, eles ficam batendo em mim. Eu fico um pouco irritado, mas não posso fazer nada. Tenho que ficar com a maior tranquilidade, seguir jogando bola como o professor Tite quer", finalizou.

Veja Mais:

  • Pedrinho (à frente) será titular nesta quarta-feira; Jonathas, opção no banco

    Loss define escalação do Corinthians para decisão contra Chapecoense, mas pode ter baixa

    ver detalhes
  • Ricardo Fischer foi o cestinha da partida com 29 pontos anotados

    Corinthians se impõe no Parque São Jorge e vence a primeira no Paulista de basquete

    ver detalhes
  • Daniel Marcos assinou seu primeiro contrato profissional com o Corinthians

    Ex-Palmeiras, lateral-direito de 16 anos assina contrato profissional com o Corinthians

    ver detalhes
  • Fiel aproveitou o tuíte do Atlético-MG para zoar o time de Minas Gerais

    Torcedores corinthianos veem plágio e zoam Atlético-MG em rede social

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes