Guerrero reclama de arbitragem e reafirma 'Quero ficar no Corinthians'

5.0 mil visualizações 65 comentários

Por Mayara Munhoz, direto de Montevidéu

Guerrero reclamou da arbitragem

Guerrero reclamou da arbitragem

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O atacante Guerrero escreveu mais um capítulo na história do Corinthians. Na noite dessa terça-feira, ele passou o Tevez e se tornou o maior artilheiro estrangeiro do Timão. Apesar de feliz com os números, o peruano disse que não pensa nisso quando está dentro de campo.

"Feliz por isso. Na verdade, dentro do campo não estou pensando nisso. Estou focado em fazer meu jogo, em fazer o time ganhar. Fico muito feliz por isso, mas quero fazer mais gols", declarou, ainda no estádio.

"Não estou pensando nisso, se passou o Tevez, passou outro. Estou pensando em dar o meu melhor no Corinthians e conseguir meu objetivo que é ser campeão", completou.

Entretanto, para ser campeão com o Corinthians na Libertadores o jogador tem que renovar o seu contrato antes. O vínculo com o clube termina no dia 15 julho, antes das finais da competição. "Minha intenção é ficar no Corinthians. Estou muito feliz jogando aqui. Mas ainda tem a Copa Libertadores, gostaria de sair campeão com o Corinthians. Vamos ver, ainda tem o contrato. Vou deixar nas mãos do meu representante", disse.

A novela entre Corinthians, empresário e o jogador já se arrasta desde o final do ano passado. O peruano garante que evita assistir televisão e ler notícias para não deixar essa indefinição atrapalhar o rendimento dele dentro de campo. Até o momento, parece ter funcionado.

"Eu tento não ligar para isso. Eu não assisto televisão, não ouço radio, então não sei o que eles falam. Estou focado em outras coisas", disse. "Focado no trabalho, focado no Corinthians. Para mim é importante estar bem aqui, estar concentrado", completou.

A concentração, inclusive, tem sido fundamental para o atacante durante as partidas. Alvo constante dos jogadores adversários, o peruano sofreu um pênalti no primeiro tempo do jogo contra o Danubio que não foi marcado pelo árbitro.

"O pior de tudo é que os juízes não estão apitando nada para mim. Eles batem, já passou a jogada e a bola está em outro lugar, eles ficam batendo em mim. Eu fico um pouco irritado, mas não posso fazer nada. Tenho que ficar com a maior tranquilidade, seguir jogando bola como o professor Tite quer", finalizou.

Veja Mais:

  • Elenco comemorando vitória sobre o Palmeiras, na Neo Química Arena

    Chance do Corinthians de ir à Libertadores aumenta em quase 15% após Dérbi; veja números

    ver detalhes
  • Corinthians se reapresentou nesta segunda

    Corinthians se reapresenta após vitória e inicia preparação para jogo com Red Bull Bragantino

    ver detalhes
  • Departamento Jurídico do Corinthians conseguiu um importante pacto com a Justiça do Trabalho de São Paulo para concentrar as dívidas trabalhistas num único acordo

    Corinthians fecha acordo com a Justiça do Trabalho e processos em execução serão parcelados

    ver detalhes
  • Vestiário do Corinthians foi de festa após a vitória no Dérbi

    Ambiente de 'guerra' e ânsia por nova vitória marcam bastidores de Dérbi no masculino; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Corinthians enfim voltou a vencer em partidas de estreia da terceira camisa

    Corinthians Feminino põe fim à mística de estreia de terceira camisa após seis anos anos; veja

    ver detalhes
  • Danilo Avelar aguarda definição de futuro no Corinthians

    Corinthians não inscreve Danilo Avelar no Brasileiro e zagueiro segue com futuro indefinido

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x