Roberto de Andrade confirma prioridade com dívidas antes de conversa com Guerrero

Roberto de Andrade confirma prioridade com dívidas antes de conversa com Guerrero

Por Meu Timão

Presidente diz que prioridade é o pagamento das dívidas do Corinthians

Presidente diz que prioridade é o pagamento das dívidas do Corinthians

Foto: Daneil Augusto Jr/Agência Corinthians

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, voltou a falar sobre as dívidas do clube e a renovação dos atletas, como Guerrero e Emerson Sheik. Novamente, o mandatário confirmou que não pretende fazer empréstimos para quitar as dívidas com os jogadores e empresários e que isso é a prioridade do Timão no momento.

"Não é necessário empréstimo. É uma das opções, mas não só ela. Estamos trabalhando em outras frentes, outras propriedades a serem negociadas, trabalhando com afinco", declarou, em entrevista ao programa Seleção SporTV.

Questionado se essas outras frentes seriam usadas para a renovação do contrato de Paolo Guerrero, Roberto de Andrade garante que a prioridade inicial são outras dívidas. Só depois que elas forem eliminadas, o assunto Guerrero entra em pauta.

"Está pendente premiação com quase todo mundo, direitos de imagem de seis ou sete atletas, e salário de nenhum. Depois de quitar, vamos sentar com Guerrero e iniciar as renovações", afirmou.

E o trabalho tem prazo para terminar, segundo Roberto de Andrade. A ideia é que o clube consiga resolver todas as pendências financeiras e a renovação do atacante até o fim desse mês.

"Estamos trabalhando bastante em busca de receitas, gostaria que isso já tivesse sido resolvido. Quero resolver o mais rápido possível e estou muito otimista que possamos resolver tudo no mês de abril", disse.

Além de Guerrero, que tem contrato com o Timão até 15 de julho, o atacante Emerson Sheik também está com os dias contados. Seu contrato com o Corinthians é válido até 31 de julho. Em caso de não negociação nos dois casos, a dupla não irá disputar uma provável final de Copa Libertadores. O presidente já está pensando na situação e quer evitar que isso aconteça.

"Caso a gente não renove, já que os contratos acabam em julho, não tem o que fazer. Vamos conversar antes para que aconteça não só para fim da Libertadores, mas para os anos seguintes", finalizou.

Veja Mais:

  • Giovanni Augusto treinou como lateral nesta terça-feira

    Giovanni na lateral, mudança na zaga e susto de Rildo: o treino desta terça do Corinthians

    ver detalhes
  • Índio deu a vitória ao Corinthians/UNIP

    Com gol no fim, Corinthians vira para cima do Sorocaba e se aproxima do título nacional

    ver detalhes
  • Terceiras camisas de Corinthians e Boca Juniors chamam atenção pela semelhança entre si

    Corinthians 'inspira' Boca Juniors, e time argentino lança camisa quase igual

    ver detalhes
  • Oya é um dos destaques do Timão na disputa no Sul do Brasil

    Timão joga bem, mas não impede segunda derrota na Copa Internacional Sub-20

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes