São Caetano x Corinthians

Pelo Campeonato Paulista, o Corinthians vai vencendo o São Caetano

Acompanhe ao vivo

Guerrero comemora primeiro hat-trick e reafirma: 'Quero ficar no Corinthians'

Guerrero comemora primeiro hat-trick e reafirma: 'Quero ficar no Corinthians'

Por Meu Timão

Guerrero fez três gols contra o Danubio

Guerrero fez três gols contra o Danubio

Foto: Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians

O atacante Paolo Guerrero viveu uma noite iluminada nessa quarta-feira. Dos quatro gols marcados contra o Danubio, três foram do peruano. Com 54 gols marcados, 12 só nesse ano, o jogador é o artilheiro da temporada e o estrangeiro de toda a história do Timão.

Mas, mais do que aumentar o seu número de gols, essa foi a primeira vez que ele fez o famoso "hat-trick" - três gols em uma mesma partida.

"Foi minha primeira vez, né?!. Então estou muito feliz. Graças a Deus fiz três gols hoje, ajudei meu time a ganhar. Nós jogamos um jogo bom, a gente gosta de jogar aqui na Arena. Mas o mais importante é somar mais três pontos. Estamos quase classificados. Fico feliz por marcar pela primeira vez três gols, mas estou mais feliz pelas atuações dos meus companheiros", declarou, na saída do gramado.

Claro que o jogador foi questionado sobre o seu contrato com o Corinthians. Após as boas atuações apresentadas nos últimos jogos, a pressão da torcida do Timão aumentou para que a situação seja resolvida o mais rápido possível.

Novamente, Paolo Guerrero falou sobre a vontade de permanecer no Timão, mas não descartou a possibilidade de focar no final da sua carreira na hora de renovar o contrato.

"A minha vontade é ficar aqui no Corinthians. Mas tenho que pensar também que pode ser o fim da minha carreira. Tenho que pensar no que eu vou fazer. O corintiano tem que colocar a mão no coração. Gostaria de ficar aqui, estou muito a vontade. Gosto do time, de São Paulo, de todos do Corinthians. Eu gostaria de fechar o contrato e ficar com a cabeça fria", explicou.

O atacante peruano também falou sobre o lance polêmico com o meia Elias, que foi xingado de macaco por um jogador uruguaio. Segundo ele, todos são iguais e o fato não é algo que deve acontecer dentro de um jogo de futebol.

"É triste o que aconteceu. Não tenho nem o que falar. Muito triste isso acontecer dentro do campo de jogo. Somos todos iguais, preto, azul, branco. Mas agora o Elias tem que ficar focado, nós conversamos com ele, vamos passar uma motivação extra pra ele superar isso", finalizou.

Veja Mais:

  • Corinthians enfrenta o São Caetano no Pacaembu

    Corinthians e São Caetano se enfrentam pelo Campeonato Paulista

    ver detalhes
  • Sem luz, jogadores aproveitaram para beber água e conversar sobre a partida

    Pacaembu tem queda de energia, e jogo entre Corinthians e São Caetano é interrompido

    ver detalhes
  • Juninho Capixaba ganha primeira chance em jogos oficiais pelo Corinthians

    Com estreante na defesa, Corinthians divulga escalação para jogo deste domingo à noite

    ver detalhes
  • Kazim não foi bem contra a Ponte Preta, na estreia do Paulistão

    'Repassem a capivara turca': escalação de Kazim no Corinthians gera repercussão nas redes sociais

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes