Tite destaca maturidade da equipe e diz: 'Temos que estar preparados para uma série de situações'

Tite destaca maturidade da equipe e diz: 'Temos que estar preparados para uma série de situações'

Por Meu Timão

Tite enaltece elenco corinthiano

Tite enaltece elenco corinthiano

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Após vitória sobre o Danubio na quarta-feira e folga merecida no dia seguinte, o elenco corinthiano se reapresentou nesta manhã no CT Dr. Joaquim Grava. Depois do treino, o escolhido para a coletiva de imprensa foi o técnico Tite. Celebrando a fase vivida pelo Corinthians e enaltecendo o bom desempenho de toda a equipe, o treinador não deixa que o excesso de elogios infle o ego dos jogadores. Consciente, assumiu que apresenta todos os elogios e críticas aos atletas, para tentar trazer maturidade na compreensão dos dois lados.

"Eu não omito elogios e não omito críticas, mas trago a maturidade de saber conviver com os dois. A grande marca, o grande clube, te joga lá para cima, as vezes quando perde, para baixo. Temos que ter a maturidade para entender as duas", contou.

Ainda sobre o bom momento, em ótima sequência de invencibilidade, Tite lança desafios diários ao elenco, com o propósito de motivá-los em relação ao maior estímulo: o emocional. Além disso, o técnico também reconheceu que uma hora a derrota acontecerá.

"Eu lanço desafios. Nos clássicos, no aspecto técnico, tático, físico e emocional, quem conseguir equilibrar esses fatores maiores, traz uma importância muito grande. O desafio emocional é de ter maturidade para essa série de elogios, justamente feitos, e que nós tenhamos a maturidade de entender que é do jogo passado e que precisa ser repetido para o jogo do Santos, para não ter oscilação. Outro desafio, tomara que não seja, no Mundial, pensei 'tomara que perca algum jogo na preparação', mas perdemos contra o São Paulo, não era o que eu queria. Não quero que a equipe saia perdendo contra o Santos, algum momento vai sair perdendo, vai ter naturalidade, eu jogo essas cascas de bananas, tomara que não seja contra o Santos, temos que estar preparados para uma série de situações", afirmou.

Cuidadoso e responsável, ponderou sobre as partidas que, mesmo rendendo vitórias ao Timão, não o agradaram.

"Falei dos 22, 23 jogos, para mim, tiveram dois jogos que nós não merecemos o resultado: a vitória contra o San Lorenzo, que era mais justo empate e se tivesse que ter vencedor, pelo desempenho, era o San Lorenzo; e o jogo contra o Colônia, pelo desempenho, era de empate também. Quando se joga bem individual e coletivamente, a chance de vencer é muito grande. Depois vem pontuação, classificação, antes vem o desempenho", contou.

Sobre os gols sofridos na vitória contra a Penapolense, ressaltou que não gostou das críticas que recebeu, pois elas consideravam apenas a parte ruim da partida, sem levar em consideração a boa atuação do elenco em campo.

"São estágios, são momentos. Por exemplo, eu confesso, só não gostei que eu recebi as cinco, seis perguntas disso, não podemos tomar três gols em casa, por mais qualidade que tenha a equipe da Penapolense, eu fiquei chateado porque foram em cima disso, parece que a equipe não jogou. Os atletas também pensaram isso, tem que ter nível de concentração maior, não pode baixar guarda. Tem o que melhorar, bola parada, repetir padrão, porque só assim a gente consegue crescer", concluiu.

No próximo domingo, o Timão enfrenta o Santos em partida válida pela penúltima rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista, na Arena Corinthians, às 16h.

Veja Mais:

  • Giovanni Augusto treinou como lateral nesta terça-feira

    Giovanni na lateral, mudança na zaga e susto de Rildo: o treino desta terça do Corinthians

    ver detalhes
  • Índio deu a vitória ao Corinthians/UNIP

    Com gol no fim, Corinthians vira para cima do Sorocaba e se aproxima do título nacional

    ver detalhes
  • Terceiras camisas de Corinthians e Boca Juniors chamam atenção pela semelhança entre si

    Corinthians 'inspira' Boca Juniors, e time argentino lança camisa quase igual

    ver detalhes
  • Oya é um dos destaques do Timão na disputa no Sul do Brasil

    Timão joga bem, mas não impede segunda derrota na Copa Internacional Sub-20

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes