Bruno Henrique exalta trabalho de Tite e relembra primeiro gol pelo Corinthians

Bruno Henrique exalta trabalho de Tite e relembra primeiro gol pelo Corinthians

Por Meu Timão

Segundo o volante, Tite é o responsável pelo bom momento do Timão em 2015

Segundo o volante, Tite é o responsável pelo bom momento do Timão em 2015

Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

"Treino é jogo e jogo é guerra". Sem dúvida, esse lema é a característica determinante do Corinthians neste início de temporada. Até aqui, são 23 jogos disputados - 18 vitórias, quatro empates e apenas uma derrota - , considerando a pré-temporada nos Estados Unidos. Sob o comando do técnico Tite, que retornou ao clube após um ano sabático, o Timão tem o incrível aproveitamento de mais de 84%. Além disso, em apenas três meses de trabalho, o Corinthians 'versão 2015' já alcançou o melhor início de sua história na Libertadores da América.

O segredo, segundo o volante Bruno Henrique, é a dedicação de todos os jogadores do elenco alvinegro durante os treinamentos realizados no CT. Dr. Joaquim Grava. "Desde o começo do ano sai faísca desse treino. Quando o Tite chegou, ele procurava trabalhar com as duas equipes da mesma maneira, antes dos jogos. Todos os jogadores, reservas ou não, já sabem o que têm que fazer. Os treinamentos são iguais, posições iguais, bola parada, tudo. Quem entra em campo, já sabe o que tem fazer, isso é uma vantagem, independente se você vai jogar ou não. Se você começa no banco e entra no decorrer, já está gravado na cabeça de todo mundo que você tem que entrar e corresponder ao que ele espera", explicou o meio-campista.

Bruno Henrique tem 52 jogos pelo Corinthians. Com ele em campo, o Alvinegro tem um aproveitamento relevante - mais de 73%. Mesmo com suas boas atuações, o volante marcou apenas um gol desde sua chegada ao clube no ano passado. Ainda orientado por Mano Menezes, treinador na época, Bruno saiu do banco de reservas e fez, de cabeça, o gol do empate em 2 a 2 com o Coritiba, pelo Brasileirão, na Arena Corinthians,

"Me dá orgulho porque foi meu primeiro gol pelo Corinthians. Claro que não queríamos o empate, mas como foi o meu primeiro, primeiro de cabeça também, no momento do jogo foi uma coisa muito legal que vai marcar a minha história e a do Corinthians", relembrou o volante, que fez questão de ressaltar a qualidade do adversário do Timão nas quartas de final do Campeonato Paulista.

"Acho que é um time grande, difícil. Mais um momento que estamos vivendo, temos que encarar da melhor maneira possível e pensar em vencer a Ponte, independente do adversário. Esperamos continuar com essa campanha dentro de casa, tenho certeza que vamos passar para a semifinal", finalizou.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes