Tite compara seu o próprio trabalho e admite conversa com treinador do Real Madrid

Tite compara seu o próprio trabalho e admite conversa com treinador do Real Madrid

Por Meu Timão

Em seu retorno ao Corinthians, Tite segue invicto em 2015

Em seu retorno ao Corinthians, Tite segue invicto em 2015

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Nessa segunda-feira, o treinador do Corinthians foi o convidado especial do programa "Seleção SporTV". A pedido dos apresentadores, Tite fez uma comparação entre seu atual trabalho e o trabalho dele mesmo antes do período de estudos em que ele se dedicou em 2014.

"O Tite 2015 é mais seguro das informações e dos conhecimentos que tem. Ele melhorou no treinamento e na metodologia. Ele virou um pouco mais convicto de que a intensidade no treinamento e a concentração tem que ser alta. E nos trabalhos ofensivos, de fazer a ultrapassagem de agredir espaço, de dar apoio a profundidade, ele está mais exigente", disse o treinador.

Enquanto em 2013 o Timão era conhecido pelo sistema defensivo praticamente perfeito, agora o time é mais equilibrado e ataca tão bem quanto defende. Por conta disso, o treinador explicou o que fez a diferença.

"Acompanhamento de trabalhos específicos de times de alto nível que proporcionam principalmente essas movimentações ofensivas, conhecimento das posições e funções do 4-1-4-1. Eu respeito as opiniões divergentes, mas 4-2-3-1 é quase a mesma coisa, mas não é a mesma coisa. São posições e funções diferentes que requerem pequenos detalhes, mas contribuem na engrenagem da equipe toda. Eu não tinha o total conhecimento principalmente em termos ofensivos. Fui procurar aprender. Fui procurar a literatura que permita", comentou Tite.

Segundo o treinador, Carlo Ancelotti, treinador do Real Madrid ajudou o Tite tecnicamente.

"Eu falo basicamente com Ancelotti, que abriu as portas do Real, de conversar a esse respeito apesar desse sistema do Real Madrid enquanto ataque é 4-3-3, ele não é 4-1-4-1, porque são dois jogadores de velocidade que eles tem pelos lados e se defendem com duas linhas de quatro e dois atacantes. Então eu fui buscar essas informações, esses conhecimentos, para que eu pudesse me informar. A partir do momento que eu tenho essa informação na mão, ai a gente começa a trabalhar de acordo com o que se acredita", finalizou.

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes