Alta pedida de Guerrero também é negada por clubes europeus

Alta pedida de Guerrero também é negada por clubes europeus

Por Meu Timão

8.5 mil visualizações 80 comentários Comunicar erro

Valor pedido por Paolo Guerrero assusta até clubes europeus

Valor pedido por Paolo Guerrero assusta até clubes europeus

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Não é só o Corinthians que tem achado muito alto o valor pedido pelo atacante Paolo Guerrero. Segundo o colunista Bernardo Itri, da Folha de S. Paulo, clubes italianos também descartaram gastar o valor pedido.

Guerrero - que segue internado com dengue - e seu estafe estão pedindo Us$ 7 milhões, cerca de R$ 22 milhões de reais, pela compra dos direitos do jogador. Os clubes procurados consideram que, como o atacante ficará livre no meio do ano após o término do vínculo com o Timão, não seria cabível pagar a alta quantia nesse momento. A idade do peruano, 31 anos, também está desfavorecendo a dupla.

Ainda segundo a coluna, os clubes italianos alegam que os valores pelas luvas, ou bônus pela assinatura do contrato, está fora do padrão que eles estão acostumados. Os altos valores são sempre pela compra de direitos econômicos.

Com contrato até o fim de julho, Paolo Guerrero ainda negocia uma renovação com o Corinthians. O clube já sinalizou que não aceitará pagar o valor pedido e espera um reconsideração do atacante.

Veja Mais:

  • Felipe Ezabella durante a eleição no Parque São Jorge

    Preferência da opinião pública e manutenção do DNA da chapa: Ezabella comemora primeira eleição

    ver detalhes
  • Mauro da Silva (auxiliar), Duílio Monteiro Alves (diretor-adjunto de futebol) e Alessandro (gerente) durante um dos treinos no CT

    Diretoria assume dificuldade por um 9: 'Futebol na América do Sul pagando salários de Europa'

    ver detalhes
  • Veja gols e lances de Matheus Matias, novo reforço do Corinthians

    VÍDEO: Veja gols e lances de Matheus Matias, novo reforço do Corinthians

    ver detalhes
  • Duilio Monteiro Alves, diretor-adjunto de futebol do Corinthians

    Diretor do Corinthians sobre renovação de Balbuena: 'Não podemos dar um passo maior do que a perna'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes