Alta pedida de Guerrero também é negada por clubes europeus

Alta pedida de Guerrero também é negada por clubes europeus

Por Meu Timão

Valor pedido por Paolo Guerrero assusta até clubes europeus

Valor pedido por Paolo Guerrero assusta até clubes europeus

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Não é só o Corinthians que tem achado muito alto o valor pedido pelo atacante Paolo Guerrero. Segundo o colunista Bernardo Itri, da Folha de S. Paulo, clubes italianos também descartaram gastar o valor pedido.

Guerrero - que segue internado com dengue - e seu estafe estão pedindo Us$ 7 milhões, cerca de R$ 22 milhões de reais, pela compra dos direitos do jogador. Os clubes procurados consideram que, como o atacante ficará livre no meio do ano após o término do vínculo com o Timão, não seria cabível pagar a alta quantia nesse momento. A idade do peruano, 31 anos, também está desfavorecendo a dupla.

Ainda segundo a coluna, os clubes italianos alegam que os valores pelas luvas, ou bônus pela assinatura do contrato, está fora do padrão que eles estão acostumados. Os altos valores são sempre pela compra de direitos econômicos.

Com contrato até o fim de julho, Paolo Guerrero ainda negocia uma renovação com o Corinthians. O clube já sinalizou que não aceitará pagar o valor pedido e espera um reconsideração do atacante.

Veja Mais:

  • Depois de quase deixar o Timão no início do ano, Rodriguinho não pensa em sair

    Rodriguinho 'esquece' Europa e evita pensar em Seleção: 'Outros estão na minha frente'

    ver detalhes
  • Reunião da comissão técnica deve vetar férias antecipadas no Corinthians

    Reunião da comissão técnica deve vetar férias antecipadas no Corinthians

    ver detalhes
  • Nesta quarta-feira, o Timãozinho perdeu o Dérbi por 1 a 0

    Corinthians é superado na Arena e decide título da Copa do Brasil Sub-17 fora de casa

    ver detalhes
  • Os dois únicos tricampeões pelo Corinthians

    VÍDEO: Os dois únicos tricampeões pelo Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes