Contra São Paulo na Libertadores, Corinthians revive 'Amarilla' em noite polêmica

Corinthians Corinthians 0 x 2 São Paulo São Paulo

Libertadores 2015

Contra São Paulo na Libertadores, Corinthians revive 'Amarilla' em noite polêmica

Por Meu Timão

Sandro Meira Ricci expulsou Sheik e Mendoza em lances polêmicos e decidiu a partida

Sandro Meira Ricci expulsou Sheik e Mendoza em lances polêmicos e decidiu a partida

Foto: Reprodução

O Corinthians, já classificado para as oitavas de final da Libertadores, enfrentou o São Paulo no Morumbi na noite desta quarta. O jogo, valeria a definição do adversário na próxima fase para o Timão, mas também poderia significar a eliminação do rival.

Em campo após jogos decisivos da rodada, o Corinthians poderia terminar a partida com um dos três adversários possíveis para as oitavas: Atlético-MG - em caso de empate ou derrota por até um gol de diferença, Guaraní (PAR) - em caso de derrota por mais de dois gols e por fim, o Universitário Sucre em caso de vitória.

A vitória também significaria a segunda melhor campanha da competição, e por isso, mesmo sem poder contar com Guerrero, Tite escalou força máxima para o jogo. O Corinthians foi a campo com Cássio, Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf; Jadson, Elias, Renato Augusto e Emerson; Vagner Love.

Expulsão polêmica e time perdido

O primeiro tempo do jogo começou com o São Paulo levemente melhor, mas a diferença entre os dois times só ficou evidente depois de uma decisão polêmica do árbitro Sandro Meira Ricci. O juiz, que no último encontro com o Corinthians (o jogo contra o Flamengo, em setembro), já havia prejudicado o Timão, aplicou o cartão vermelho à Emerson Sheik.

A jogada que levou à expulsão começou com Rafael Tolói cometendo a falta e pisoteando Emerson. O atacante corinthiano não engoliu a agressão e devolveu - fora do lance - um pontapé no são paulo. Tolói fez drama, fingiu lesão e acabou cavando a expulsão de Sheik sem nem ao menos levar o amarelo.

Com um a menos, o Corinthians ficou perdido em campo e teve muita dificuldade para se remontar. A equipe segurou o time no campo defensivo, mas ficou desestruturado. Com o apoio da arbirtagem e a vantagem numérica o São Paulo cresceu e aos 31 minutos, Luis Fabiano abriu o placar. Michel Bastos fez o segundo aos 38 minutos.

Lambança em dobro

A segunda etapa começou com Mendoza no lugar de Vagner Love. O colombiano entrou em um Corinthians muito mais organizado que no primeiro tempo - apesar do homem a menos, parecia que o Timão iria conseguir mudar o resultado.

O que torcedores e jogadores corinthianos não contavam, porém, é com a "amarillada" de Sandro Meira Ricci. O juiz roubou a cena e protagonizou uma lambança absurda para prejudicar o Timão. Por volta dos 10 minutos da etapa, Luis Fabiano empurrou Mendoza e cometeu a falta.

O juiz, omisso, deixou o lance seguir, enquanto Mendoza - apanhando, levantou os braços para a proteção. E aí, Luis Fabiano atuou: o jogador fingiu ter sido agredido no rosto e levou o segundo amarelo. Meira Ricci puniu o são paulino, que simulou, com o amarelo - mas foi ainda mais duro com Mendoza, mesmo reconhecendo que a agressão foi inventada.

Assim, o Corinthians levou o segundo cartão da partida - e segundo vermelho! - em mais uma noite lamentável para o futebol brasileiro. Com dois a menos, Tite ainda tentou mexer na equipe e colocou Bruno Henrique no lugar de Jadson. Aos 25 minutos, Renato Augusto, visivelmente exaurido, deu lugar à Danilo.

Antes da partida acabar, Sandro Meira Ricci ainda distribuiu dois amarelos para jogadores do Corinthians: Elias e Danilo receberam o cartão. Aos 43 minutos, Centurión ainda fez outra cena: depois de pedalar para provocar os adversários, dividiu a bola com Elias e simulou ter recebido a terceira agressão - e ficou impune.

Com a "vitória", o São Paulo quebrou uma sequência de 26 jogos sem derrota e foi a primeira vez em oito anos que venceu o Corinthians no Morumbi. O resultado levou o Timão para o quarto lugar da Libertadores, e agora, o chaveamento colocará a equipe de Tite contra o Guarani do Paraguay.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida entre Corinthians e São Paulo

  • 1000 caracteres restantes