Com expulsões, Corinthians terá problemas no ataque para as oitavas da Libertadores

Com expulsões, Corinthians terá problemas no ataque para as oitavas da Libertadores

Por Meu Timão

Malcom e Love devem formar o ataque do Corinthians no próximo jogo

Malcom e Love devem formar o ataque do Corinthians no próximo jogo

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Mesmo classificado para as oitavas de final da Libertadores, o técnico Tite saiu com uma dor de cabeça maior do que entrou no clássico contra o São Paulo. Graças à "lambança" de Sandro Meira Ricci - que usou um critério desproporcional para expulsar Sheik e Mendoza - o treinador perdeu opções no ataque.

O Corinthians enfrentará o Guaraní, do Paraguai, na fase de mata-mata da competição. O time porém, terá um desafio especial no que diz respeito ao setor ofensivo. Mesmo com a "força do elenco" exaltada muitas vezes pelo treinador, o desafio na partida será imenso.

Guerrero foi liberado e volta aos treinos, mas ainda é dúvida. Caso o jogador não volte à disposição de Tite, e com as suspensões do seus homens de velocidade, as opções no ataque passam a ser Malcom, Luciano e Vagner Love. No banco, Gustavo Tocantins e Ángel Romero serão opção para o treinador.

O treinador poderá também optar por colocar Danilo no ataque, como tem feito algumas vezes. Malcom, que não vinha sendo utilizado, deverá aproveitar a chance. Luciano e Love porém, vivem fase de contestação e tem a oportunidade de convencer a torcida - enquanto o primeiro tem poucas chances, o segundo ainda precisa se firmar.

Veja Mais:

  • Fiel já garantiu 20 mil ingressos para duelo contra o Botafogo

    Corinthians divulga primeira parcial de ingressos contra o Botafogo na Arena

    ver detalhes
  • Paulinho, perto do Barcelona (ESP), em uma das visitas ao CT Joaquim Grava

    Maior venda da história do Corinthians, Paulinho renderá mais dinheiro com ida ao Barcelona

    ver detalhes
  • Me desculpa, Cássio!

    [Mayara Munhoz] Me desculpa, Cássio!

    ver detalhes
  • Romarinho dá a cavadinha, encobre Orión e empata a primeira final na Bombonera

    Gol de Romarinho na Bombonera faz cinco anos: 'Marcado na minha vida e na história do Corinthians'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes