Ex-atacante do Timão critica Sheik por expulsão em clássico: 'Fico irritado'

Ex-atacante do Timão critica Sheik por expulsão em clássico: 'Fico irritado'

Por Meu Timão

7.6 mil visualizações 59 comentários Comunicar erro

Sheik foi o protagonista da primeira expulsão do clássico com o São Paulo, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores

Sheik foi o protagonista da primeira expulsão do clássico com o São Paulo, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Um dos lances mais polêmicos do clássico entre Corinthians e São Paulo, disputado nesta quarta-feira, foi a expulsão de Emerson Sheik, logo aos 18 minutos do primeiro tempo. Após uma falta cometida em Rafael Toloi, o camisa 11 deu um 'toquinho' no pé do zagueiro adversário, deixando o gramado mais cedo. A atitude do atacante foi criticada por Gil, ex-jogador do Timão e atualmente no Juventus.

"Quando vejo os lances do Sheik, eu fico irritado. Porque um jogador da qualidade e experiência dele, com a bagagem que tem, deixar o Corinthians em maus lençóis como deixou... Sou atacante e sei o que é ser provocado pelo zagueiro, que esse tipo de jogada acontece", declarou Gil, durante participação no programa Seleção SporTV.

"Quando eu tinha meus 20 anos, era legal enganar o árbitro, cavar um pênalti. Quando o árbitro começou a dizer que eu estava me jogando e não dava mais falta em mim, porque via nas imagens que eu simulava, eu parei. Sempre consegui ficar em pé e ir até o limite, então parei quando fui alertado", explicou.

De acordo com Gil, Sheik deu 'brecha' para que Sandro Meira Ricci, árbitro da partida, o expulsasse. "Na visão do árbitro, há uma disputa de bola, ele fica de rabo de olho e não sei se aconteceu, mas tenho certeza que na orelha dele teve um aviso dos assistentes dizendo: 'Emerson deu pontapé'. Por consequência, um pontapé por trás fora da disputa de bola tem de ser punido com vermelho".

Mesmo assim, o ex-atacante do Timão não se esqueceu da simulação do zagueiro são-paulino, que pisou de forma acintosa em Sheik antes do revide do camisa 11. "O que a arbitragem não conseguiu ver foi a malandragem do Toloi, que acaba pisando na perna do Emerson, já que o corpo dele está na frente dos membros da arbitragem. É a diferença do jogo da TV e do jogo visto pelo árbitro", completou.

Veja Mais:

  • Corinthians de Fábio Carille deve chegar reforçado para temporada de 2019

    Retorno de Carille turbina padrão do Corinthians no mercado da bola; veja listas e compare

    ver detalhes
  • Thiago Neves desperta interesse no Corinthians

    Corinthians formaliza interesse em Thiago Neves e Sassá, relata Cruzeiro

    ver detalhes
  • Ramiro foi peça importantes nos últimos títulos do Grêmio

    Pai de Ramiro revela conversas adiantadas com o Corinthians e fala em acerto ainda nesta semana

    ver detalhes
  • Matias Ávila, diretor financeiro, e Roberto Gavioli, gerente financeiro, em coletiva nesta quarta-feira

    Corinthians confirma déficit em 2018, mas prevê explosão de receitas com TV e patrocínios

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes