Corinthians x Internacional

Pelo Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Corinthians enfrenta agora o Internacional

Acompanhe ao vivo

Em dia de novo FT, diretor 'convoca' corinthianos e fala de 'grandes desafios'

Em dia de novo FT, diretor 'convoca' corinthianos e fala de 'grandes desafios'

Por Meu Timão

Marcelo Passos assumiu a vaga de Diretor de Marketing, deixada por Izael Sinem há três meses

Marcelo Passos assumiu a vaga de Diretor de Marketing, deixada por Izael Sinem há três meses

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians estreou, nesta sexta-feira, seu reformulado programa de sócios torcedores. Com a adesão de novos pacotes, o novo Fiel Torcedor buscará arrecadar mais receita para estabilizar as finanças do clube. Pelo menos é isso que pensa o diretor de Marketing, Marcelo Passos.

"Se tem uma coisa que o Corinthians tem forte é a torcida. Eu queria convocar todos os torcedores a fazerem o que a gente já fez no Japão. Que prestigiem o Fiel Torcedor, que esse é o caminho mais rápido do clube a quitar seus compromissos", afirmou Passos, durante participação no Bate-Bola 2ª Edição, da ESPN.

Desde o início de março, Passos tem trabalhado forte para aperfeiçoar o programa de fidelização do Timão, um dos melhores meios que o clube tem hoje para arrecadar mais receita. Porém, o novo diretor não terá vida fácil, já que o Corinthians atravessa um momento delicado entre dívidas com jogadores e atrasos nos direitos de imagem.

Como a arrecadação de bilheteria comprometida para o pagamento da Arena Corinthians, o jeito é buscar novas alternativas. O patrocínio em outras partes do uniforme é uma delas, segundo ele. "A gente tem a manga, a omoplata e o calção. A gente está negociando (o patrocínio) e esperamos anunciar, com calma. Estamos falando de R$ 10 milhões da manga, R$ 6 milhões da omoplata e R$ 3 milhões da parte de trás do calção", declarou o diretor.

Passos sabe da responsabilidade que terá ao liderar o departamento responsável pela vinda de Ronaldo Fenômeno para o Timão, um marco na história centenária do clube. "Rosenberg (ex-vice-presidente do Corinthians) e o Andrés (atual superintendente de Futebol) fizeram um trabalho maravilhoso. Hoje, estamos conseguindo fazer com uma equipe que não tem um grande nome. Quando você tem um nome poderoso, fica mais fácil. Mas a gente também tem possibilidade com o nome forte do Corinthians. Você tem que fazer o trabalho bem feito", analisou ele, que ainda pensa em ampliar o marketing com a imagem do ídolo Paolo Guerrero.

"Acho que dá sim, dá pra fazer com ele. Tudo passa por prioridades, faz três meses que a gente assumiu o departamento de Marketing com um foco muito grande. A gente tem um desafio muito grande que é renovar com o Guerrero e, antes, arrumar a casa com os outros jogadores", acrescentou.

Entre outros assuntos, o novo diretor falou da atual divisão das cotas de TV. Questionado se no Brasil há espaço para uma distribuição mais justa dos valores, como ocorreu recentemente na Liga Espanhola, Passos foi direto.

"Toda vez que a gente vai falar de futebol ou comparar o Brasil com outras regiões é normal encontrar diferenças. Eles (Espanha) têm uma liga muito forte, acho que é complicado comparar. A realidade do Brasil é essa, tem muita lição de casa para fazer. O modelo que a gente tem no Brasil, acho que está dentro da nossa realidade", finalizou.

Veja Mais:

  • Corinthians e Internacional na Copa São Paulo

    Corinthians e Internacional se enfrentam na Copa São Paulo

    ver detalhes
  • Destaque do Corinthians, Carlinhos está confirmado em decisão na Arena Barueri

    Corinthians confirma escalação para duelo decisivo com Internacional

    ver detalhes
  • Oferta do Corinthians por Drogba ganha concorrência milionária do Canadá

    [Marco Bello] Oferta do Corinthians por Drogba ganha concorrência milionária do Canadá

    ver detalhes
  • Arena Corinthians receberá a Ferroviária (dia 1/2), quarta, 21h45, por imposição da FPF

    FPF impõe data, horário e até adversário de amistoso, e causa irritação geral no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes