Ônibus com torcida do Corinthians é retido na alfândega do Paraguai

Ônibus com torcida do Corinthians é retido na alfândega do Paraguai

Por Meu Timão

Torcida do Corinthians encontrou dificuldades para chegar ao Paraguai

Torcida do Corinthians encontrou dificuldades para chegar ao Paraguai

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Um ônibus que levava 50 torcedores corinthianos para a partida do Timão no Defensores del Chaco foi retido na fronteira do Brasil com o Paraguai. O veículo não continha os documentos obrigatórios para transitar no solo paraguaio e teve que permanecer na Dirección Nacional de Aduanas, alfândega do país vizinho.

Além de não possuir a Dinatrán (Dirección Nacional de Transporte), o ônibus não apresentava as condições necessárias para transportar os torcedores. Segundo o portal paraguaio Ultimahora.com, o coletivo entrou no país às 8h da manhã e retornará ao Brasil.

Funcionários da Dinatrán aguardavam a chegada de mais de 20 ônibus da torcida alvinegra. Ainda de acordo com o jornal, a Polícia Nacional do Paraguai, em conjunto com a Polícia Federal do Brasil, reforçou a segurança na fronteira entre os países.

Durante a partida do Timão contra o Guaraní (PAR), foi possível notar a chegada dos torcedores no final do primeiro tempo. A expectativa é que 2 mil corinthianos tenham ido até o Paraguai acompanhar o primeiro jogo do Alvinegro nas oitavas de final da Taça Libertadores da América.

Veja Mais:

  • Carlinhos está recuperado de cirurgia no púbis

    Artilheiro da Copinha faz primeiro treino no Corinthians após cirurgia

    ver detalhes
  • Arana tem sido um dos principais destaques do Corinthians no Paulistão

    Arana passa por tratamento após pancada e pode desfalcar Corinthians na quarta

    ver detalhes
  • Clayton assinou contrato na manhã desta segunda-feira

    Corinthians anuncia Clayton como novo reforço

    ver detalhes
  • Arena Corinthians receberá a volta das quartas, dia 8 ou 9 de abril

    Rodada confirma volta das quartas na Arena Corinthians e deixa rival à mercê da PM

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes