Tite elogia equipe e já pensa no Guaraní: 'Não é matar ou morrer'

Tite elogia equipe e já pensa no Guaraní: 'Não é matar ou morrer'

Por Meu Timão

Tite garante que ninguém estará desmotivado na quarta-feira

Tite garante que ninguém estará desmotivado na quarta-feira

Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

O Corinthians voltou a vencer. Depois de quatro partidas sem vitória (dois empates e duas derrotas), o Timão conseguiu passar pelo atual campeão Brasileiro e marcar os três primeiros pontos do campeonato.

A atuação dos jogadores reservas agradou ao técnico Tite. Ele reconheceu o domínio do Cruzeiro no início da partida, mas disse que, no final do jogo, o Timão mereceu a vitória.

"Cruzeiro foi melhor nos primeiros 15 minutos. Voltamos melhor no segundo tempo e merecemos o placar. Tivemos as melhores oportunidades, fomos mais contundentes. Por isso, considero que merecemos", disse, em coletiva após o jogo.

O treinador também falou sobre a importância de estrear em uma competição longa com vitória. "Importância está na formação de uma equipe toda de trabalho. Esses jogos são assim, um erro pode perder, como um clássico entre Corinthians e Cruzeiro", explicou.

Mas, depois do jogo, o treinador já trocou a chave e começou a pensar sobre o jogo da próxima quarta, contra o Guaraní. Segundo Tite, ele espera que a equipe consiga recuperar o padrão, a regularidade e não acredita que ninguém vá estar desmotivado para o confronto.

"Eu aceito qualquer resultado se o adversário for melhor que eu. É um jogo de futebol, não é matar ou morrer. O Guaraní pode vir aqui e vencer. O que eu peço é a normalidade de desempenho. Retomar padrão para ser melhor que o adversário. Não tem nada de motivação. O cara que não estiver motivado em uma partida assim é um alienado", declarou.

O Timão precisa vencer por três gols de diferença para avançar para as quartas de final da Libertadores. Para isso, o técnico já sabe como jogar contra o time paraguaio.

"Triangulações e infiltrações. Está treinando para retomar e teve a cobrança do técnico. Marcação agressiva nos setores. Queremos construir com futebol. Peço para torcida que não faça nada com Guaraní, provocação com torcedor, atleta. Eles só jogaram futebol e foram leais. Nós queremos ser melhores para reverter", finalizou.

Veja Mais:

  • Lucca jogou emprestado à Ponte Preta em 2017

    Proposta curiosa do Cruzeiro pode colocar atacante do Corinthians no São Paulo; entenda

    ver detalhes
  • Rodriguinho está na mira dos chineses

    Chineses intensificam sondagens, e Rodriguinho pode deixar Corinthians no início de 2018

    ver detalhes
  • SAUDAÇÕES CORINTHIANAS #16 | 7 zagueiros para 2018

    VÍDEO: SAUDAÇÕES CORINTHIANAS #16 | 7 zagueiros para 2018

    ver detalhes
  • Oposicionista deve oficializar sua candidatura em breve

    Com diretores atuais como vice, Paulo Garcia se lança como candidato à presidência do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes