Juiz inventa penalty aos 46 do segundo tempo e Corinthians perde para o Náutico

Juiz inventa penalty aos 46 do segundo tempo e Corinthians perde para o Náutico

Por Meu Timão

Ronaldo mais uma vez foi o destaque da partida

Ronaldo mais uma vez foi o destaque da partida

O resultado chegou após um lance polêmico, no lance final da partida. Escudero fez falta e o árbitro Alicio Pena Júnior deu pênalti. Aírton bateu forte, sem chances para Rafael Santos, e decretou a vitória que mantém os pernambucanos sonhando em continuar na elite para 2010.

Corinthians e Náutico voltam a campo dia 29, às 17 horas. O time do Parque São Jorge recebe o Flamengo, no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, enquanto o Náutico encara outro candidato à Série B em 2010, o Santo André, no Bruno José Daniel.

O jogo: Mesmo com uma equipe totalmente desentrosada e com uma defesa toda reserva, foi o Corinthians quem tomou a iniciativa da partida. Em menos de dez minutos, Elias, em chute forte da intermediária, e Boquita, batendo cruzado após lindo passe de Marcelinho, tiraram o "Uhhh!" da garganta dos torcedores.

A superioridade alvinegra continuou latente, mas Elias, Ronaldo e Jorge Henrique não capricharam nas finalizações e 'consagraram' o goleiro Gledson, boa figura alvirrubra nos 45 minutos iniciais do embate.

Em um dos raros ataques pernambucanos, o gol saiu: Patrick fez bom cruzamento da direita, Diego e Escudero não subiram e Bruno Mineiro, artilheiro do time na competição, meteu a cabeça na bola para tirar o zero do placar.

Antes mesmo da descida para o intervalo, o mesmo Bruno Mineiro teve a chance de ampliar após receber lindo passe de Juliano. O camisa 9 esperou o goleiro Rafael Santos se jogar no chão, o que não aconteceu, e acabou batendo em cima do reserva de Felipe.

Fenômeno salva: Bastaram cinco minutos no segundo tempo para a história da partida muar. Aproveitando cruzamento perfeito de Jorge Henrique, Ronaldo subiu, cabeceou para o chão e bateu o goleiro Gledson, deixando tudo igual no placar.

Ronaldo seguiu inspirado e, em dois lances individuais, levou a melhor sobre os defensores pernambucanos, mas não decretou a virada porque errou na pontaria. Aos 27, no entanto, o Fenômeno cobrou falta curta para Elias, que chutou de longe e decretou a virada: 2 a 1.

A festa poderia ter sido maior ainda na sequência, quando o camisa 9 recebeu passe de Souza e tentou encobrir Glédson, mas o goleiro pernambucano foi mais feliz e ficou com a bola. Foi cumprimentado pelo pentacampeão, que consolou o arqueiro pela iminente queda de seu time.

A cinco minutos do fim, no entanto, Carlinhos Bala, algoz corintiano na Copa do Brasil 2008, ao marcar o gol do título do Sport, recebeu passe de calcanhar de Nilson e deixou o Pacaembu boquiaberto, mandando para o fundo das redes e  empatando o jogo.

Já nos acréscimos, após jogada polêmica, o árbitro Alício Pena Junior deu pênalti de Escudero. Aírton cobrou forte, sem defesa para Rafael Santos, e virou novamente par ao Náutico: 3 a 2 e volta da esperança pernambucana de permanecer na Série A em 2010.

Fonte: GazetaEsportiva

Veja Mais:

  • Wladimir será o mais novo colunista do Meu Timão

    Herói de 77 será colunista do Meu Timão

    ver detalhes
  • Dudu revelou que jogadores do Palmeiras tinham conhecimento de confusão feita pelo árbitro no clássico

    Atacante palmeirense diz por que não avisou árbitro de erro em expulsão de Gabriel

    ver detalhes
  • Jadson treinou nesta quinta-feira e não será problema para final no Moisés Lucarelli

    Jadson volta, e Carille ensaia escalação do Corinthians para primeira decisão do Paulista

    ver detalhes
  • Fiel esgotou bilhetes colocados à venda no Fiel Torcedor

    Em menos de uma hora, torcida do Corinthians esgota ingressos para decisão do Paulista

    ver detalhes

No penalty, o jogador estava fora ou dentro da área?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes