Tite nega ostentação após eliminação na Liberta: 'Nunca dissemos que éramos o melhor time'

Tite nega ostentação após eliminação na Liberta: 'Nunca dissemos que éramos o melhor time'

Por Meu Timão

Técnico Tite garantiu que não teve soberba por parte do elenco alvinegro

Técnico Tite garantiu que não teve soberba por parte do elenco alvinegro

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Muito se falou sobre o Corinthians ter escolhido jogar com o Guaraní, por ser um adversário mais fácil que o Atlético-MG, por exemplo, que era uma das outras opções. Porém, após a derrota desta noite, o técnico Tite garanti que não existiu soberba da parte do Timão.

"Meu sentimento não é esse. É uma equipe que está se formando. Foi a segunda partida do Guerrero depois de ter tido dengue... Só para dar um exemplo. Soberba não tem. Não conquistamos um título. Na outra passagem, quando ganhamos algumas coisas, mesmo assim nos mobilizamos num Paulista. Nunca dissemos que éramos o melhor time. Não vejo ostentação", declarou, em coletiva após o jogo.

Para o treinador, existem diversas maneiras de se avaliar a derrota desta noite e, uma delas, é que a equipe ainda está em construção.

"Tem muitas variáveis em cima disso. Pode fazer a avaliação com qualquer número. A equipe se forma, se estrutura e se planeja, vai aprender errando, oscilou num momento importante e decisivo. Foi eliminada pelo Palmeiras, mas com 60 minutos de grande qualidade. Modificou suas peças e manteve um padrão. Mas nunca esteve pronta, madura. É uma equipe em construção", afirmou.

Tite voltou a falar sobre retomar o padrão, algo que ele vem citando em todas as últimas coletivas. O Corinthians iniciou a temporada de maneira exemplar, sendo considero o melhor time do Brasil.

"Em termos técnicos, precisamos de retomada de padrão. Nossa busca é por reproduzir sete, oito jogos que fizemos durante a temporada. Não queríamos fazer o jogo do ano, queríamos fazer a média. Temos sete, oito referências. Antes desse jogo, empatamos quatro, vencemos dois e perdemos dois nos últimos oito jogos. Mesmo assim, é preciso avaliar o contexto todo", disse.

"Essa cobrança em manter o padrão técnico da equipe é minha. Tenho uma cobrança muito forte. Estou num lugar bom, quero retribuir. Agora tem de aguentar a pressão, as críticas, em cima do que não conquistou. Vamos seguir o trabalho. Não vou fazer comentários. Não é oportuno falar após uma derrota sobre uma ou outra situação", completou.

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes