Apesar da autoestima abalada, lateral garante: 'A gente ganha junto e perde junto'

Apesar da autoestima abalada, lateral garante: 'A gente ganha junto e perde junto'

Por Meu Timão

Fábio Santos foi expulso contra o Guaraní-PAR

Fábio Santos foi expulso contra o Guaraní-PAR

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Reconhecendo o abalo do elenco alvinegro após a eliminação da Libertadores, o lateral-esquerdo Fábio Santos, um dos líderes da equipe, acreditava que tinham condições de lutar pela taça. Justamente por isso, a eliminação para o time paraguaio torna-se mais difícil.

"É sempre ruim uma eliminação, é sempre muito duro. Nós tínhamos time para chegar mais longe. Isso machuca ainda mais. Quando não tem time para brigar de igual para igual com os outros, aceita mais fácil. Mas sabíamos que tínhamos condição de ir mais longe. Acaba sendo mais dolorosa", considerou o jogador em entrevista ao LanceNet.com.br.

Por ter sido expulso aos sete minutos do segundo tempo da última partida contra o Guaraní-PAR, que culminou na eliminação do Corinthians, recebeu uma grande carga de culpa. Entretanto, o jogador não se considera culpado pelo ocorrido.

"Difícil falar, não é conversa jogada fora. O Cássio falhou no primeiro jogo e ninguém jogou a responsabilidade para ele. Não é agora que fui expulso que tem de achar um culpado. A gente tem mania de achar um culpado nas derrotas, mas temos um grupo bem experiente. Óbvio que vou ser cobrado mais para frente, tenho noção. Mas todo mundo se abraçou e a gente ganha junto e perde junto", ressaltou.

Ainda sobre o lance, que ficará em sua cabeça, completou: "Pelas mensagens que recebi, falaram que não foi para expulsão. Mas agora não tem mais volta, isso vai ficar na minha cabeça por um bom tempo. Estou bem chateado, assim como todo o elenco, pela eliminação. Tínhamos time para chegar mais longe".

Como agora o foco é direcionado para o Campeonato Brasileiro, todos do clube do Parque São Jorge terão como exemplo a situação vivida em 2011. Na ocasião, o cargo do técnico Tite foi mantido mesmo após a derrota para o Tolima e a eliminação da Libertadores. Meses depois, o Timão conquistou a competição mais importante do país.

"O Tolima foi pior (que o Guaraní), pois a equipe vinha de um período sem títulos. Depois, conseguimos reverter e bater campeão brasileiro. Temos de buscar esse exemplo agora, tentar se animar, se apegar, para tentar resgatar a autoestima do grupo, que está muito abalada", concluiu.

O próximo compromisso do Corinthians em campo será na noite deste sábado, às 21h, contra a Chapecoense, em Araraquara.

Veja Mais:

  • Clayson foi escolhido por Carille para, mais uma vez, substituir Jadson

    Corinthians encerra preparação, e Carille mantém escalação sem Jadson para jogo deste sábado

    ver detalhes
  • Jadson começa a partida deste sábado no banco de reservas

    Com retorno de Jadson, Corinthians divulga lista de relacionados para jogo contra Vitória

    ver detalhes
  • Fagner já tem 208 jogos, sete gols e dois títulos pelo Corinthians

    Fagner fala sobre fazer história no Corinthians, revela papo com Léo Príncipe e manda recado à Fiel

    ver detalhes
  • Adauto disse contar com Walter, mas goleiro não será obrigado a permanecer

    Diretor do Corinthians explica situação de Walter, prevê volta de Douglas e alfineta rival

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes