Relembre três jogos do Corinthians que terminaram antes dos 90 minutos

Relembre três jogos do Corinthians que terminaram antes dos 90 minutos

Por Meu Timão

Embaixadinhas do Capeta fizeram a partida terminar mais cedo em 1999

Embaixadinhas do Capeta fizeram a partida terminar mais cedo em 1999

Assim como a partida entre Boca Juniors e River Plate, alguns jogos do Corinthians já terminaram antes dos 90 minutos. Relembre três ocasiões em que os jogos do Timão finalizaram de forma inesperada.

Corinthians 11x0 Santos - 11 de julho de 1920

A maior goleada da história do Corinthians só não foi maior porque a partida não chegou ao fim. Com 5 a 0 no primeiro tempo e 6 gols em 21 minutos na segunda etapa, a equipe santista começou a forjar expulsões. A lamentável atuação do Santos terminou com Ary Patusca, fazendo gol contra de propósito e levando cartão vermelho por conduta anti-desportiva. O atleta foi o quinto santista a ser expulso, finalizando a partida por falta de jogadores da equipe da baixada.

Corinthians 2x2 Palmeiras - 20 de junho de 1999

Na final do Campeonato Paulista de 1999, o Corinthians venceu com facilidade o Palmeiras por 3 a 0 no jogo de ida. No jogo de volta, o Timão empatava a partida em 2 a 2, quando Edílson levantou a bola e começou a fazer embaixadinhas. Os jogadores do Palmeiras perderam a linha e partiram em direção ao Capetinha para agredir o jogador. Os atletas corinthianos também entraram na briga e o árbitro acabou a partida aos 31 minutos do segundo tempo. O lance ficou marcado para sempre como "as embaixadinhas do capeta".

“Vários jogadores do Palmeiras entrariam em campo com o cabelo verde e alguns estavam com as faixas de campeão da Libertadores dentro do calção. A gente queria fazer alguma coisa, mas não sabia o quê. Na hora, veio a embaixadinha”, disse Edílson, na época à revista placar.

Corinthians 1x3 River Plate - 4 de maio de 2006

A partida válida pelas oitavas de final da Libertadores da América terminou por falta de segurança. Em 2006, o Corinthians ainda não tinha vencido a competição e sofria uma pressão muito grande para conquistar a taça, mas mesmo com Tevez, Mascherano e Nilmar, o Timão perdeu a primeira partida por 3 a 2 na Argentina e precisava de uma vitória na partida de volta, no Pacaembu, mas acabou sendo derrotado.

Após o terceiro gol do River Plate (gol contra de Coelho), o Timão precisaria fazer 4 gols em 5 minutos para se classificar. A torcida então se revoltou e tentou arrombar o portão principal, que dava acesso ao gramado do Pacaembu. A polícia militar conseguiu conter a torcida, evitando um prejuízo muito pior, mas o árbitro encerrou a partida, aos 39 do segundo tempo, quando os atletas já estavam no vestiários com medo da torcida.

Veja Mais:

  • Torcidas organizadas propõem pacto pela paz em São Paulo

    Torcidas organizadas propõem pacto pela paz em São Paulo

    ver detalhes
  • Camisa do Corinthians criada por torcedores em homenagem à Chape

    Corinthians bate o martelo sobre homenagens à Chapecoense

    ver detalhes
  • Brasileirão agora tem quatro vagas - não três - à fase de grupos da Libertadores

    Conmebol anuncia novidade, e Corinthians volta ao páreo por vaga direta na Libertadores

    ver detalhes
  • Alan Santos tem conversas avançadas com Corinthians

    Corinthians negocia contratação de volante do Coritiba, diz portal

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes