Zagueiro reconhece 'peso' por eliminação e crê em vitórias para retomar 'confiança'

Zagueiro reconhece 'peso' por eliminação e crê em vitórias para retomar 'confiança'

Por Meu Timão

Contratado no início desta temporada, Edu Dracena ainda briga por uma vaga na equipe titular do técnico Tite

Contratado no início desta temporada, Edu Dracena ainda briga por uma vaga na equipe titular do técnico Tite

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

A precoce eliminação do Corinthians na Copa Libertadores da América continua sendo assunto recorrente em entrevistas no clube. O escolhido da vez para tratar do assunto foi Edu Dracena, que completa 34 anos de idade nesta segunda-feira.

Para ele, o Timão precisa esquecer do recente revés e retomar a confiança do primeiro trimestre. "Pesa ainda (a eliminação), até porque pegou a gente, ninguém imaginava a situação de ser desclassificado nas oitavas, almejava chegar às finais e ser campeão. Temos que levantar a cabeça, e bola para frente", disse Edu.

O beque ainda falou das críticas sobre o time na última vitória contra a Chapecoense, pela segunda rodada do Brasileirão. "Eu acho que foi até natural o jogo de sábado ser daquela forma, pela eliminação, você entra um pouco receoso, um pouco de medo para tentar algumas jogadas. A gente está acostumado, sabíamos que isso ia acontecer. Para ter aquela confiança de novo é vencer os jogos. Com as vitórias, você vai readquirindo a confiança para retomar o futebol bonito do início da temporada”, analisou o jogador.

Além de Dracena, o Timão possui mais quatro opções para a defesa durante a disputa do Campeonato Brasileiro: Gil, Yago, Rodrigo Sam e Felipe, que falhou em um dos gols marcados pela equipe do Guaraní no jogo de ida, disputado no Defensores Del Chaco.

"É difícil falar o que poderia acontecer (se Felipe não falhasse). Só ele ali no momento, é uma fração de segundos para tomar decisão. Eu sempre priorizo: 'Quando ganha, ganha todo mundo', não é colocar falha e colocar ‘aquele é o culpado’. Então, são situações que só ele pode te dizer o quê aconteceu naquele momento”, completou Edu.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes