Boca Juniors usa Timão em novo recurso: 'Morreu um menino e não eliminaram'

Boca Juniors usa Timão em novo recurso: 'Morreu um menino e não eliminaram'

Por Meu Timão

Presidente do Boca Juniors usou Corinthians novamente em recurso na Libertadores

Presidente do Boca Juniors usou Corinthians novamente em recurso na Libertadores

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O Boca Juniors insiste na ideia de usar o Corinthians como defesa no caso da eliminação da Copa Libertadores da América. Em nova apelação, nesta segunda-feira, o presidente do clube argentino, Daniel Angelici, citou o caso do Timão e do jovem Kevin Espada, na Bolívia.

"No ano passado, em uma partida do Corinthians, morreu um menino de 14 anos e não o eliminaram do torneio. Portanto, não entendo o equilíbrio da punição", declarou o presidente, errando a data do ocorrido, que aconteceu em 2013.

Mesmo usando o Corinthians para se defender, que na ocasião foi punido apenas com dois jogos de portões fechados, Angelici admitiu que já encara a possibilidade da pena ser definitiva. O Boca Juniors foi eliminado da Libertadores e suspenso por quatro partidas internacionais dentro do seu estádio, além de uma multa de US$ 200 mil.

"Não estamos otimistas porque há muitos interesses alheios aos clubes, comerciais, já que já estão vendendo ingressos. Não há antecedentes de exclusão de uma equipe por um fato pontual", explicou, em entrevista à Radio la Red.

O time argentino foi punido por confusão na La Bombonera, na partida contra o River, quando os jogadores visitantes foram agredidos com um composto químico, semelhante a gás de pimenta, por membros da torcida do Boca Juniors.

Veja Mais:

  • Hotel onde a delegação portuguesa está hospedada em São Petersburgo, na Rússia

    Corinthians brinca nas redes sociais com Cristiano Ronaldo hospedado em hotel chamado Corinthia

    ver detalhes
  • Pedro Henrique foi uma das baixas do Corinthians no treino desta sexta

    Com dois desfalques, Corinthians se reapresenta já de olho em duelo contra Grêmio

    ver detalhes
  • Jô pode não viajar até a cidade de Tunja, na Colômbia

    Corinthians deve poupar jogadores e pode ter vários jovens da base na Colômbia

    ver detalhes
  • Guilherme Torres jogará mais quatro anos no Deportivo La Coruña

    Recopa, invasão da Fiel no Japão, Carille, La Coruña... Guilherme Torres fala ao Meu Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes