Reconhecendo história de Sheik no Timão, Tite revela que o utilizará 'Até o último dia'

Reconhecendo história de Sheik no Timão, Tite revela que o utilizará 'Até o último dia'

Por Meu Timão

Tite prega respeito à Emerson Sheik

Tite prega respeito à Emerson Sheik

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Após o treino desta sexta-feira, com a ausência inusitada de Fagner, o técnico Tite e o presidente Roberto de Andrade foram os escolhidos para a coletiva de imprensa no CT Dr. Joaquim Grava.

Com assuntos polêmicos durante a semana, talvez essa tenha sido uma forma encontrada pelo clube para poupar o treinador, que falou primeiro com a imprensa, de perguntas que não teria conhecimento para responder, como a questão das renovações de contratos que estão chegando ao fim.

"O presidente deve vir aqui e falar. Mas isso me isenta porque é algo superior. Não protejo ninguém, nem os meus filhos. Sou leal, sincero, franco. Posso até ter errado, mas não vou pecar pela falta de lealdade. São jogadores que construíram história. Todos sempre vão ter respeito como a grandeza do Corinthians", afirmou o técnico.

Sobre o desafio da reestruturação da equipe, que ocorre a cada seis meses por diferentes fatores, visa manter um padrão de futebol em campo. Ainda assim, o treinador participa das decisões do clube quanto aos jogadores.

"Já tenho que reestruturar a equipe taticamente. Tenho que encontrar mecânica para essas variáveis. Sempre externei que não sou manager. Participo. Acima de mim existe executivo de futebol, diretor e presidente. Fazemos reunião e cada um dá o seu aval. Tem certas situações que fogem, como aspecto financeiro. Na nossa reunião, eu coloquei para Guerrero. Não sei se você vai ficar, mas preciso de você comprometido com a equipe. Isso o Corinthians precisa, assim como Emerson enquanto permanecer", disse.

Tocando no assunto do atacante Emerson Sheik, que tem contrato com o Timão até 31 de julho, foi respeitoso.

"Vai ser direcionado pelo presidente. Foi de uma forma consensual. Foi externado de frente, como eu gosto de fazer, falando com o atleta. Com respeito e por tudo o que ele merece", ponderou.

Ainda sobre o atacante, quando questionado se o utilizaria, ressaltou: "Sim, até o último dia. Com uma ressalva. De não iniciar os jogos, porque projeta-se uma equipe para a sequência. Mas, se tem necessidade, não vou ter dúvida nenhuma para colocar. No último jogo dele, abro para iniciar desde o primeiro minuto. Essa carta na manga eu guardo para mim". Sobre uma improvável renovação, mostrou sua opinião: "Emerson tem toda história no Corinthians. Não se parcializa as situações. Talvez, pode ser representado no último jogo dele".

Sobre o limite de jogos de Sheik, ainda concluiu: "Coerentemente, verdadeiramente, claro, limpo, sim (não vai estourar). Não tem que ficar escondendo. Eu vejo de frente. Dá a oportunidade de fazer o último jogo e o torcedor demonstrar o carinho que tem. Dá para ser claro e honesto nas relações".

Veja Mais:

  • Pablo explica tratativas paradas por permanência no Corinthians: 'Já conversamos, mas não deu certo'

    [Marco Bello] Pablo explica tratativas paradas por permanência no Corinthians: 'Já conversamos, mas não deu certo'

    ver detalhes
  • Apesar de oscilação do Timão, nenhuma equipe tem tirado diferença para primeira colocação

    A 13 jogos do fim do Brasileirão, vantagem do Corinthians na liderança segue de dez pontos

    ver detalhes
  • Corinthians volta a provocar rival no Twitter e leva Fiel à loucura

    DVD e entortada de Rodriguinho: Corinthians volta a provocar rival no Twitter

    ver detalhes
  • Carlinhos é um dos convocados para o amistoso na Espanha

    Com três reforços do profissional, Corinthians confirma dois amistosos do Sub-20 na Espanha

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes