Dérbi, reformulação do elenco, titularidade... Confira o que rolou na coletiva de Edu Dracena

Dérbi, reformulação do elenco, titularidade... Confira o que rolou na coletiva de Edu Dracena

Por Meu Timão

Em meio à preparação da equipe para o clássico, Edu Dracena conversou com a imprensa nesta tarde

Em meio à preparação da equipe para o clássico, Edu Dracena conversou com a imprensa nesta tarde

Foto: Meu Timão

O zagueiro do Corinthians, Edu Dracena, foi o escolhido para conceder a coletiva desta quinta-feira no CT Joaquim Grava. Junto com Gil, ele formará a dupla de zaga titular do clássico do próximo domingo contra o Palmeiras, às 16h, na Arena Corinthians. Como já era esperado, o zagueiro teve que responder algumas perguntas sobre o fim da história de Guerrero com o Timão, selado nesta quarta-feira. Além disso, Edu falou sobre a tão esperada titularidade e a preparação da equipe para o confronto pelo Brasileirão.

Confira o que rolou na coletiva de Edu Dracena

Quem está certo na história?

Difícil falar de uma situação que envolveu terceiros. Resolvi minha situação com o Santos de maneira bem clara quando saí de lá. Mas a situação do Guerrero eu não vivi, só soube por vocês da imprensa. O clube tem sua palavra sobre isso.


Culpa?

Temos de aguardar o desfecho disso, não vou culpar nem inocentar ninguém. Só sei pela imprensa. É difícil julgar antes de ter uma sentença. Só depois disso vou ter uma opinião concreta.


E o Sheik?

O Emerson está à disposição do treinador e deve cumprir seu contrato até o final. Cabe ao Tite avaliar se vale a pena colocá-lo em campo ou não. Em nenhum momento o Sheik mostrou cabeça baixa, chateação, nem quis tumultuar o elenco. Ele está brincando, descontraído e nos ajudando nos treinos.


Salários atrasados?

Quem trabalha tem o direito de receber. Nós jogadores também. Não venho aqui ser demagogo. Quem trabalha, precisa receber.


Trabalho!

O futebol é muito dinâmico, por isso você não pode desanimar em nenhum momento. Entre quarta-feira e domingo, você pode reverter uma situação adversa. Não pode desanimar. Tem de acreditar no trabalho, nos treinamentos, para colher os frutos nos jogos.


Pressão pela vitória?

Não sei quem chega mais pressionado para o clássico, em time grande todo jogo é pressão. Com a ajuda da torcida e do elenco, vamos tentar vencer esse jogo.


Ataque pronto?

Ainda não está, porque é pouco tempo para substituir o Guerrero. O Romero tem uma característica diferente, o Paolo faz o pivô e consegue segurar os zagueiros. Os outros não são assim. Isso requer tempo para adaptação. O ataque não está pronto, mas acho que todos vão nos ajudar.


Boa sorte, Guerrero!

Recebemos ontem a informação de que Guerrero estaria fora. O Edu Gaspar conversou conosco. Fiquei apenas cinco meses com o Paolo aqui, tive pouco contato, mas é um cara para quem torço bastante. Um grande jogador, uma grande pessoa. Que possa ser feliz em outro clube.


Reformulação do elenco?

Em vários clubes isso acontece, infelizmente é normal. Você tem de encarar isso de frente. Temos alternativas para suprir essas perdas. Estamos bem confiantes, trabalhamos no dia a dia para que consigamos fazer no jogo o que o treinador pede. Vencer o maior rival é fundamental.


Despedida?

A cultura no Brasil é assim, é difícil você fazer jogos ou festas para seus ídolos. Na Europa é diferente. Ninguém vai apagar a história que o Guerrero construiu dentro do Corinthians. São situações que acontecem, e temos alternativas para suprir essa ausência.


Superação!

Você não pode desanimar nunca. Quando você acha que não dá, aí é que dá. Foi uma superação minha. É gostoso você superar um obstáculo e dar a volta por cima, talvez seja mais legal do que ter chegado em janeiro e sido titular logo de cara. Vejo que valeu a pena o sacrifício nesses quatro, cinco meses que se passaram.

Veja Mais:

  • Universidade Brasil firmou acordo com Corinthians para primeiro jogo da final estadual

    Corinthians anuncia patrocínio pontual para final do Paulistão; veja como fica a camiseta

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não volta ao Corinthians em 2017

    Corinthians empresta Alan Mineiro para quarto clube diferente em menos de um ano

    ver detalhes
  • Corinthians encerrou preparação contra a Ponte Preta

    Clima bom, susto de Pablo e escalação do Corinthians: o último treino antes da Ponte Preta

    ver detalhes
  • Casuals foi derrotado nos pênaltis neste sábado; próxima temporada só em agosto

    Nos pênaltis, Corinthian-Casuals perde final e adia sonho de subir de divisão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes