Filho de Tite se prepara para tornar-se técnico: 'Tenho em casa o melhor professor'

Filho de Tite se prepara para tornar-se técnico: 'Tenho em casa o melhor professor'

Por Meu Timão

Matheus Bacchi já foi auxiliar técnico do Caxias

Matheus Bacchi já foi auxiliar técnico do Caxias

Foto: Divulgação

Aos 26 anos, Matheus Bacchi, filho do técnico Tite, já estudou Ciência do Exercício pela Carson Newman University, em Jefferson City, e foi auxiliar técnico do Caxias, durante o último Campeonato Gaúcho. Em passagem pela Europa, Matheus está seguindo os passos de seu pai e estudou o trabalho de clubes renomados, a fim de, um dia, tornar-se técnico de futebol.

Para completar o processo e chegar ao auge, o jovem sabe que deverá, algum dia, tornar-se assistente do próprio pai.

"Eu já me sinto preparado e sei que ele (Tite) acredita que eu esteja. Enquanto não aparece essa oportunidade, vou me especializando. Tenho certeza de que serei muito exigido por ele. Ele sabe o peso que vamos carregar, que eu serei indagado por ser filho dele, vão desconsiderar o que eu aprendi, minha capacitação, meus estudos. Mas eu vou estar preparado", disse Matheus em entrevista ao GloboEsporte.com.

Na viagem, assistiu três jogos, acompanhou treinos e foi recebido por ninguém menos que Neymar. Entre as partidas que pôde presenciar, estava o primeiro jogo da semifinal da Liga dos Campeões, que terminou com a vitória do Barcelona por 3 a 0 sobre o Bayern de Munique. Antes disso, acompanhou os treinamentos e mostrou-se surpreso com o nível de preparação da equipe espanhola.

"Não peguei uma semana cheia, mas vi muita coisa em campo reduzido, atividades de no máximo uma hora e 15 minutos com altíssima intensidade. Jogos de posse de bola e posicionais, os jogadores não ficavam livres num quadrado, se mexendo para tudo quanto é lugar", contou.

Os outros dois jogos assistidos foram a vitória da Juventus sobre a Internazionale, na Itália, e a também vitória do Olympique de Marselha sobre o Monaco, na França. De volta ao Brasil, comparou-se ao próprio pai quando questionado sobre a bajulação de tantos jogadores renomados.

"Sou meio que nem o pai, não gosto de ficar pedindo para tirar foto. Sou meio tímido, prefiro observar e extrair tudo que eu puder do trabalho deles", afirmou.

Quanto à eliminação do Corinthians na Libertadores enquanto estava fora, falou sobre a reação de Tite: "Sei como ele fica sentido, bravo, triste. A gente não esperava, mas às vezes acontece para abrir outro caminho. Ele sentiu bastante, mas já conseguiu deixar isso um pouco de lado para mirar o que tem pela frente e se readaptar ao que está acontecendo".

Em casa, como os assuntos de interesse são os mesmos, a relação com o pai, que é tido como um grande exemplo, é boa.

"Ainda não consigo me enxergar como treinador, mas como auxiliar sei que já estou capacitado. Tenho em casa o melhor professor que eu poderia escolher. Eu converso, discuto, incomodo, encho o saco dele. Quando não concordo, ele fica incomodado, expõe o lado dele e eu o meu (risos)", revelou.

Decidido em continuar se aperfeiçoando no esporte, concluiu: "Futebol é apaixonante, viciante demais. Agora vou ficar inquieto, procurar cursos, ver se aparece uma oportunidade de passar por outros clubes para acompanhar o trabalho de técnicos. Não importa aonde, sempre se tira ideias. Já pensei na Universidade do Futebol, em Viçosa, no curso da Uefa. Mas o que eu quero é trabalhar".

Veja Mais:

  • Carille revelou escalações antes do treino desta terça-feira, véspera da estreia do Timão em 2017

    Carille confirma uma equipe para cada tempo contra o Vasco; veja escalações

    ver detalhes
  • Lucca defenderá a Ponte Preta em 2017

    Corinthians define futuro do atacante Lucca

    ver detalhes
  • Torcedores do Corinthians tiveram prisão preventiva convertida em medidas cautelares

    Justiça do Rio concede liberdade a torcedores do Corinthians

    ver detalhes
  • Pablo está liberado para defender o Corinthians

    Pablo passa por exames, inicia treinos no CT do Corinthians e aguarda volta do elenco

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes