Sheik quer jogo de despedida e assinaria acordo para isso

Sheik quer jogo de despedida e assinaria acordo para isso

Por Meu Timão

Sheik quer jogo de despedida para a torcida do Corinthians

Sheik quer jogo de despedida para a torcida do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

O atacante Emerson Sheik não quer deixar o Corinthians sem um jogo de despedida. Por isso, o jogador vai pedir a diretoria alvinegra para que ele possa jogar contra o Internacional, na Arena Corinthians, no dia 13.

Para que isso aconteça, o atacante disse que aceitaria até assinar um termo que liberasse o clube de qualquer responsabilidade em caso de lesão durante o jogo. As informações foram divulgadas pela repórter Joanna de Assis, durante o programa "Tá na Área", do SporTV.

"Tite deu entrevista dizendo que Sheik não faria jogo de despedida por risco de se machucar. Mas eu conversei com o Sheik e ele disse que está disposto a assinar um termo tirando qualquer responsabilidade do Corinthians se ele se machucar para fazer esse jogo despedida", contou a jornalista.

"A sugestão seria o jogo contra o Internacional. É uma vontade dele, para ele é muito importante fazer essa despedida do Corinthians, que é um time que ele conquistou tanta coisa importante e fez gols históricos. Ele está pensando e vai sugerir isso ao Tite, que também gosta muito dele. Vamos aguardar para ver se ele vai conseguir isso", completou.

O técnico Tite explicou, na tarde desta terça-feira, que não está relacionando o atacante para as partidas por causa do risco de ele sofrer alguma lesão. Caso isso acontecesse, o Corinthians teria que estender seu contrato até o fim do tratamento. Sheik tem vínculo com o Timão até 15 de julho e já foi liberado para negociar com outros clubes.

Veja Mais:

  • Carlinhos marcou o seu décimo gol na competição

    Corinthians atropela Juventus na semifinal da Copinha e busca pelo décimo título

    ver detalhes
  • Filipe recebeu a maior nota da Fiel após partida contra o Juventus

    Disputa de craque da partida fica dividida entre goleiro e meia-atacante do Corinthians

    ver detalhes
  • Brendon teria nascido em 1994 e não em 1997 como diz seus documentos

    Adversário do Corinthians na final da Copinha pode ser eliminado da competição

    ver detalhes
  • Drogba quer conversa com técnico e presidente antes de decisão

    Avaliando proposta, Drogba quer contato direto com técnico e presidente do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes