Secretaria de Segurança Pública faz balanço de novas medidas antiviolência no Dérbi

Secretaria de Segurança Pública faz balanço de novas medidas antiviolência no Dérbi

Por Meu Timão

Delegacia móvel foi instalada na porta da Arena Corinthians neste domingo

Delegacia móvel foi instalada na porta da Arena Corinthians neste domingo

Foto: Divulgação

O Corinthians pode ter perdido o clássico contra o Palmeiras no último domingo, porém, a partida marcou um dia importante para o avanço no futebol brasileiro. A Secretaria de Estado da Segurança Pública adotou novas medidas antiviolência nos estádios e elas começaram a ser executadas no Dérbi.

Esse foi o primeiro jogo que contou com as novas medidas e a atuação da unidade da Divisão Especial de Atendimento ao Turista (Deatur). O resultado foi positivo. Cambistas e torcedores que atiraram objetos no gramado foram detidos e julgados no mesmo dia.

Entre as novas medidas está a delegacia móvel e o novo Anexo Judicial de Defesa do Torcedor, que possuem como meta reduzir o número de casos de violência relacionados ao futebol.

Anexo Judicial de Defesa do Torcedor - Durante a partida, nove pessoas foram detidas na Arena Corinthians, em Itaquera, zona leste da capital. Dessas, seis foram sentenciadas a fazer trabalhos voluntários em instituições públicas. Houve flagrante de sete cambistas por investigadores da delegacia móvel da Deatur, do Departamento de Capturas e Delegacias Especializadas (Decade).

Desse grupo, cinco cambistas e um torcedor do Corinthians já foram julgados pelo Anexo Judicial de Defesa do Torcedor e terão de cumprir três meses de serviços comunitários no Instituto Médico Legal e no Corpo de Bombeiros, como medida restritiva de comparecimento a estádios. Um torcedor não quis ser autuado pelo Estatuto de Defesa do Torcedor e irá responder a processo judicial.

Cela em ônibus - Dois torcedores alvinegros pegos atirando objetos no campo e em uma policial militar também foram detidos por agentes da Base da Delegacia de Repressão e Análise aos Delitos de Intolerância Esportiva (Drade), do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), que funciona dentro da Arena, em um ônibus. O veículo ficou estacionado em uma das entradas do estádio. Utilizado na Copa do Mundo 2014, na Fórmula 1 e em grandes eventos, o veículo é equipado para atender ocorrências de polícia judiciária.

Entenda o Anexo Judicial de Defesa do Torcedor

A pessoa detida durante os jogos de futebol será julgada pelo Anexo Judicial de Defesa do Torcedor, criado no mês passado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. O Anexo será responsável pelo processo e julgamento de todos os crimes relacionados ao futebol ou a torcidas organizadas da capital, mesmo que os delitos não ocorram no mesmo dia ou no horário dos jogos.

Instalado nas dependências do Fórum Criminal Ministro Mário Guimarães, na Barra Funda, o setor atende aos crimes conexos aos previstos no Estatuto de Defesa do Torcedor, praticados em jogos de futebol ou em decorrência deles, como, por exemplo, lesão corporal de natureza grave e associação de pessoas para a prática de crimes.

“O juizado do Anexo recebe reclamações referentes ao não cumprimento dos direitos previstos no Estatuto de Defesa do Torcedor – atuação de cambistas, queixas sobre ingressos falsos, falta de lugares nos estádios e brigas, entre outros. No local podem ser realizadas rápidas audiências relacionadas a infrações penais de menor potencial ofensivo (com pena de até dois anos de reclusão), buscando acordos e evitando ações judiciais”, explica José Zoéga Coelho, juiz titular do Anexo do Torcedor. A partir de agora, o promotor, o juiz e a polícia atuarão em conjunto – desde a investigação até a execução da pena.

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes