Dona de parte milionária dos CIDs, Odebrecht quer intermediar acordo por naming rights

Dona de parte milionária dos CIDs, Odebrecht quer intermediar acordo por naming rights

Por Meu Timão

60 mil visualizações 172 comentários Comunicar erro

Odebrecht estaria ajudando Andrés Sanchez na venda dos NR da Arena Corinthians

Odebrecht estaria ajudando Andrés Sanchez na venda dos NR da Arena Corinthians

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Um dos principais motivos da atual crise financeira do Corinthians é o estádio alvinegro. Sem poder contar com a renda da bilheteria, que vai toda para o fundo de investimento responsável pelo pagamento do estádio, o clube sofre para encontrar outras maneiras de ganhar dinheiro.

Um das soluções, pelo menos no que diz respeito ao estádio, seria a venda dos naming rights. O ex-presidente do Corinthians e atual superintende de futebol, Andrés Sanchez, já assumiu, mais de uma vez, o atraso nas negociações. No entanto, em entrevista publicada nessa segunda-feira, no portal ESPN.com.br, Andrés revelou uma nova parceria para acertar a venda.

"A Odebrecht está abrindo conversas para vender os naming rights. Estão tentando nos ajudar. Ele veio me falar sobre uma empresa que estão conversando", contou o ex-presidente, após sair de uma reunião com Luiz Bueno, diretor-superintendente da Odebrecht, em Brasília.

A empresa, que é a responsável pela construção da Arena Corinthians, também já é dona de parte dos Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento (CIDs) liberados pela Prefeitura de São Paulo.

Durante a entrevista, Andrés Sanchez confirmou que a empresa já comprou cerca de R$ 50 milhões dos certificados. No total, o Corinthians possui mais de R$ 420 milhões em incentivos fiscais que podem ser vendidos as empresas e usados para quitar parte da Arena.

"Escuta: o Corinthians vai pagar o estádio e vai ser tranquilo. Vai entrar, cedo ou tarde, os naming rights. Os CIDs a gente já começou a vender. A Odebrecht comprou cerca de R$ 50 milhões agora", disse. "É esse valor, sim, perto de R$ 50 milhões. Tenho certeza. Eu não tiro minha responsabilidade das coisas que não dão certo. O naming right está atrasado e é um fato", concluiu o ex-presidente.

Veja Mais:

  • Marquinhos Gabriel ainda não definiu qual será o seu destino em 2019

    De volta ao Corinthians, Marquinhos Gabriel desperta interesse de mais três clubes

    ver detalhes
  • Jonathas não é mais jogador do Corinthians

    Corinthians devolve Jonathas ao Hannover e antecipa fim do empréstimo

    ver detalhes
  • Corinthians agora pode perder Romero de graça após o meio do ano

    Livre para firmar pré-contrato, Romero segue com futuro indefinido no Corinthians; relembre situação

    ver detalhes
  • Manoel chegou em São Paulo na tarde desta terça-feira

    Manoel desembarca para assinar e mostra ansiedade em vestir a camisa do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes