Goleiro do Timão lamenta provocações de Pato e vê retorno 'complicado'

Goleiro do Timão lamenta provocações de Pato e vê retorno 'complicado'

Por Meu Timão

Cássio era um dos companheiros mais próximos de Pato

Cássio era um dos companheiros mais próximos de Pato

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Com contrato válido até 2016, Alexandre Pato terá que se apresentar ao Corinthians após o término de seu empréstimo junto ao São Paulo. Protagonista de recentes polêmicas, o atacante parece não ter "clima" para voltar ao Parque São Jorge. Para Cássio, o são-paulino poderia ter evitado algumas atitudes.

"Ele tem contrato, né? (risos). É difícil falar do jeito que ele saiu. Fiquei um pouco chateado porque sempre estive ao lado dele, é um moleque tranquilo. Ele foi para o São Paulo sendo jogador do Corinthians e saíram algumas provocações dele e isso não é legal, porque em janeiro ele tem que voltar ao clube", lamentou o goleiro, em entrevista ao Fox Sports.

Uma das polêmicas que Cássio se refere aconteceu em abril de 2014. Para provocar o Timão, a torcida do São Paulo cantou que o atacante "deixou de ser galinha pra jogar no Tricolor". Na época, Pato aprovou a atitude dos torcedores. "Quando a torcida cantou deu um arrepio, foi uma hora muito legal. Foi legal, achei engraçado, adorei a música deles", agradeceu o são-paulino.

"São coisas que ele deveria evitar, já não é moleque. É um jogador que jogou muito tempo fora. Não sei o que vai acontecer, os caras podem dar uma chegada nele em treino. Pensando bem eu acho que não tem clima. Acho que vai ser bem complicado pela torcida", reconheceu Cássio.

Uma das apostas da diretoria do Corinthians é negociar o jogador, que ainda desperta interessa de alguns clubes do mercado europeu. Aos 25 anos, Pato pode retornar ao velho continente para atuar pela Lazio - seus representantes iniciaram conversas com a direção da equipe italiana. Além disso, o Galatasaray pensa no jogador para a disputa da UEFA Champions League.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes