Gil nega revanche contra o Figueirense e 'abre as portas' para Téo Gutiérrez

Gil nega revanche contra o Figueirense e 'abre as portas' para Téo Gutiérrez

Por Meu Timão

Em entrevista, Gil falou sobre a possível chegada de Téo Gutiérrez

Em entrevista, Gil falou sobre a possível chegada de Téo Gutiérrez

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Confirmado na equipe titular, Gil não acredita que a partida deste sábado contra o Figueirense terá um gosto de "revanche". Para o zagueiro, o Corinthians está focado no duelo para voltar ao G4, grupo que garante participação na próxima edição da Copa Libertadores da América.

"Temos a cabeça boa e não estamos pensando nisso. Não vai ter clima de revanche", garantiu o camisa 4. Em maio de 2014, o Timão recebeu o time de Santa Catarina na estreia da Arena Corinthians. Aos dois minutos do segundo tempo, Giovanni Augusto marcou o gol que deu a vitória à equipe visitante.

Escolhido para conversar com a imprensa após o treinamento desta tarde, o beque foi questionado sobre a possível chegada de Téo Gutiérrez, atacante do River Plate, da Argentina, e abriu as portas para o colombiano. "Estou por fora disso, mas todos os jogadores que chegam para ajudar serão bem recebidos", limitou-se.

O zagueiro ainda reconheceu a oscilação que o Corinthians vem apresentando no Campeonato Brasileiro. "Estamos passando por uma transição, por isso uma hora ou outra vamos acabar levando um gol. Estamos buscando a perfeição não só da defesa, mas da equipe inteira", declarou Gil, que voltou a negar uma possível negociação com o futebol europeu.

"Não tem nada concreto, continuo com a cabeça boa para trabalhar. Isso é o mais importante. Vou continuar fazendo o que sempre fiz. Cabeça focada, cabeça boa. No futebol as coisas são muito dinâmicas, mas até agora garanto que não tem nada", finalizou.

Veja Mais:

  • Emerson Sheik com a camisa do Corinthians em coletiva no CT

    Emerson Sheik é apresentado, diz entender desconfiança e promete dar resposta em campo

    ver detalhes
  • Sheik assinou contrato até o fim de junho

    Emerson Sheik fala sobre contrato de seis meses, aposentadoria e possível renovação com Corinthians

    ver detalhes
  • Sheik beijou escudo do Corinthians ao ser apresentado

    Sheik faz juras de amor ao Corinthians e relembra jogo na Arena pela Ponte: 'Foi estranho'

    ver detalhes
  • Sheik recebeu camisa das mãos do gerente de futebol Alessandro Nunes

    Acostumado a jogar com camisa 11, Sheik revela ideia 'irada' sobre novo número

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes