Sem contrato na Juventus, Rubinho está livre para assinar com outro clube

Sem contrato na Juventus, Rubinho está livre para assinar com outro clube

Por Meu Timão

Rubinho foi formado nas categorias de base do Corinthians

Rubinho foi formado nas categorias de base do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Enquanto Cássio tem seu nome especulado na Turquia, o atual goleiro vice-campeão da Champions League pela Juventus, Rubinho, está livre apara assinar com outro clube. O atleta, irmão mais novo do ídolo Zé Elias, foi formado nas categorias de base do Timão e atuou no profissional do Corinthians entre 2001 e 2004.

Reserva de Gianluigi Buffon durante as temporadas de 2012 a 2015, Rubinho não teve muitas chances de atuar na velha senhora. Desde que assinou com a Juventus, o jogador entrou em campo apenas duas vezes nesses três anos.

No Timão, Rubinho sempre foi visto como uma promessa. O goleiro chegou a atuar na Seleção Brasileira Sub-20 e, aos 18 anos, subiu para o profissional onde fez 46 partidas com a camisa alvinegra. Desde que saiu no Parque São Jorge, Rubinho teve passagem por vários clubes europeus como Verona, Genoa, Palermo, Livorno e Torino.

Aos 32 anos, o goleiro está de férias no Brasil ainda espera um novo contrato com o clube italiano mas a imprensa local dá como improvável um novo vínculo entre a equipe e o jogador.

Veja Mais:

  • Apresentadora usou termo pejorativo para se referir ao Corinthians

    Corinthians é chamado por termo pejorativo em programa de televisão de Campinas

    ver detalhes
  • Elenco do Timão teve dia descontraído no CT Joaquim Grava

    Carille libera rachão, e Corinthians tem treino com show de descontração antes de final estadual

    ver detalhes
  • Tour da Arena Corinthians terá início na segunda semana de maio

    Corinthians anuncia início do tour da Arena; veja preços e como comprar ingressos

    ver detalhes
  • Corinthians de Carille vem se tornando conhecido pela postura defensiva

    Técnico do Corinthians cita até Atlético de Madrid para defender filosofia de trabalho

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes