Palmeirenses que agrediram corinthianos no metrô são presos em SP

Palmeirenses que agrediram corinthianos no metrô são presos em SP

Por Meu Timão

Corinthianos foram agredidos dentro da trem em outubro de 2014

Corinthianos foram agredidos dentro da trem em outubro de 2014

Foto: Reprodução/ESPN

Depois de quase nove meses de investigações, a polícia de São Paulo conseguiu identificar e prender três homens Mancha Verde, torcida organizada do Palmeiras, por espancar três corinthianos, integrantes da Pavilhão Nove, dentro de um vagão de metrô.

No ocasião, ocorrida em outubro de 2014, os corinthianos estavam a caminho da Arena Corinthians. As câmeras de segurança do metrô flagraram a brutalidade com a qual eles foram surpreendidos pelos agressores, sem justificativa alguma.

A confusão não foi motivada por ofensas entre as torcidas dentro do vagão e a "justificativa" encontrada pelos 12 agressores foi uma forma de "revidar" um ataque sofrido por palmeirenses, por parte de integrantes da Gaviões da Fiel, outra torcida organizada do clube do Parque São Jorge.

"Eles falaram que alguns integrantes da Gaviões tinham batido nos da Mancha e eles estavam lá para devolver. Eu tive lesões na parte da costela e na parte do ouvido também", relembrou uma das vítimas ao progama Fantástico, da Rede Globo.

"Até então, a gente nuca se envolveu em briga, até porque a gente não frequentava jogos do Corinthians. Nunca tivemos nenhum tipo de encrenca, de rixa com alguém de torcida organizada. Quando eu levei o primeiro soco, eu caí no chão e só pensei em me proteger. Depois, eu pensei que eu fosse falecer, porque foi muito forte", contou outra vítima.

A polícia, que ainda tenta identificar todos os torcedores envolvidos no crime, já deteu Rafael la Laina, Jackson dos Santos e Sandro de Souza. Para localizá-los, foi preciso analisar as imagens do circuito interno do metrô e mapear as redes sociais dos suspeitos, que após a prisão, confessaram a agressão.

Tratados como problemas de segurança pública, somente neste ano, foram registrados 16 casos de briga entre torcidas, dois deles com morte, que resultaram na prisão de dez pessoas. Sobre este caso específico, além dos três já detidos, a polícia ainda tenta confirmar a identidade dos outros culpados.

Veja Mais:

  • Carille comandou o treino do Corinthians deste sábado, no CT Joaquim Grava

    Pablo treina, e Carille define escalação do Corinthians contra o Atlético-GO

    ver detalhes
  • Clayson foi relacionado pela primeira vez no Corinthians

    Com estreia de Clayson e Pablo, Corinthians relaciona 22 contra Atlético-GO

    ver detalhes
  • Roberto (à esq.) está pessimista por negócio com Cicinho

    Roberto de Andrade esclarece especulações, vê Cicinho distante e abre o jogo sobre Nenê

    ver detalhes
  • Nenê foi oferecido nos últimos dias para a diretoria do Corinthians

    Nenê é oferecido ao Corinthians; até troca com dois jogadores alvinegros é sugerida

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes