Advogado palmeirense culpa procurador por ser corinthiano, na audiência de Dudu

Advogado palmeirense culpa procurador por ser corinthiano, na audiência de Dudu

Por Meu Timão

Dudu foi expulso contra o Santos, por ter agredido o árbitro da partida

Dudu foi expulso contra o Santos, por ter agredido o árbitro da partida

Foto: Divulgação

Durante a final do Campeonato Paulista, entre Santos e Palmeiras, o atacante palmeirense Dudu foi expulso e agrediu o árbitro da partida, Guilherme Cereta de Lima. O caso fez o torcedor corinthiano se lembrar da suspensão do ex-meia alvinegro Petros, que foi alterada de 180 dias à três jogos, por ter se chocado com o árbitro Raphael Claus durante um jogo em agosto de 2014, também contra o time da Vila Belmiro.

Diferentemente do caso de Petros, que não chegou nem a ser relatado na súmula da partida, a ocorrência de Dudu foi narrada pelo juiz no documento oficial do jogo. Dessa maneira, a punição de 180 ao atleta palmeirense, que saiu no dia 18 de maio, foi mantida mesmo com o Palmeiras tendo entrado com recurso.

Relembrando o acontecimento do Timão, durante a audiência de julgamento, o advogado palmeirense gerou um grande desconforto, ao insinuar que o procurador do caso, Alexandre Husni, é torcedor e conselheiro do Corinthians.

"O parecer não veio da procuradoria-geral, mas sim de um procurador em primeira instância, conselheiro de um time rival do Palmeiras, que já se manifestou no caso do Petros dizendo que aquilo tinha sido desrespeito à arbitragem. É o mesmo procurador", disse André Sica, advogado do Palmeiras.

Entretanto, o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), Mauro Marcelo de Lima e Silva, rebateu a acusação.

"Independentemente de simpatia que qualquer auditor tenha por um time, nós costumamos julgar com profissionalismo, e não com emoção, ao contrário do que o senhor fez agora na defesa de seu cliente, isso aqui não é um circo", respondeu o dirigente.

Veja Mais:

  • Corinthians volta a jogar nesta segunda pela Liga Nacional

    Corinthians encara 'reforçado' Sorocaba na primeira final da Liga Nacional

    ver detalhes
  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes