Cria do Corinthians critica Guerrero: 'No Bayern, era só mais um'

Cria do Corinthians critica Guerrero: 'No Bayern, era só mais um'

Por Meu Timão

Paulo Sérgio criticou o atacante peruano Paolo Guerrero

Paulo Sérgio criticou o atacante peruano Paolo Guerrero

Foto: Divulgação

Cria das categorias de base do Corinthians, onde foi campeão brasileiro em 1990, o ex-atacante Paulo Sérgio criticou Paolo Guerrero, que após longa novela trocou o Timão pelo Flamengo. Para o ex-atleta, o peruano precisa agradecer ao Alvinegro, pois no Bayern de Munique era só mais um jogador.

'O Guerrero eu conheço muito bem. Ele não se deu bem no Bayern, ficou mais um diante de tantos jogadores. Ele cresceu muito no Corinthians, tem que levantar a mão pro céu, agradecer ao Corinthians porque o Corinthians vendeu ele bem', analisou Paulo Sérgio em entrevista à Fox Sports.

Extremamente versátil, Paulo Sérgio iniciou sua carreira no Timão e chegou a atuar em quase todas as posições. Além do Alvinegro, ele defendeu o Novorizontino (por empréstimo), o Bayer Leverkusen-ALE, Roma-ITA, Bayer de Munique-ALE, Al Wahda e Bahia. Entre outros títulos venceu a Copa do Mundo de 1994, o Campeonato Alemão e a Liga dos Campeões. Fora dos gramados, o ex-atacante tem negócios na Alemanha, sendo representante do Bayern de Munique.

Veja Mais:

  • Com a 9 corinthiana, Luizão foi artilheiro da Libertadores de 2000, com 15 gols

    Ao Meu Timão, Luizão fala da busca do Corinthians por centroavante: 'Se cavar, acha na Argentina'

    ver detalhes
  • Camacho (à dir.) ganhou oportunidade entre os titulares no treino desta sexta

    Carille esboça time titular com uma troca; chance de mudança no esquema existe

    ver detalhes
  • Emerson Sheik com a camisa do Corinthians em coletiva no CT

    Emerson Sheik é apresentado, diz entender desconfiança e promete dar resposta em campo

    ver detalhes
  • Sheik assinou contrato até o fim de junho

    Emerson Sheik fala sobre contrato de seis meses, aposentadoria e possível renovação com Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes