Cresce lista de negociações que não deram certo no Corinthians em 2015

Cresce lista de negociações que não deram certo no Corinthians em 2015

Por Meu Timão

Com o acerto de Jonathas com o Real Sociedad, o Corinthians perdeu a briga em mais uma negociação que entrou nessa temporada de 2015. Depois da saída de Paolo Guerrero, que também viveu uma novela no Timão, o clube já tentou trazer três atacantes, sem sucesso.

O principal motivo é, claro, a crise financeira vivida pelo clube. Em contenção de gastos, a diretoria não está disposta a fazer loucuras por nenhum jogador e, por isso, está perdendo os negócios para outros clubes com maior poderio financeiro.

Além disso, algumas negociações emperraram após os clubes não liberarem seus atletas por empréstimo, mas, de qualquer maneira, a situação tem deixado os torcedores alvinegros preocupados. Com exceção do volante Renê Júnior, todas as opções foram para o ataque, setor com mais carência na equipe, já que Vágner Love ainda não conseguiu se firmar.

Relembre as negociações que não deram certo em 2015

Jonathas (Elche - Espanha)

O nome de Jonathas surgiu no Timão após o gerente de futebol, Edu Gaspar, declarar que o clube estava de olho em um atleta de um time da Espanha desde o início do ano. O atacante, que foi um dos destaques do Espanhol na última temporada com 14 gols, chegou a dizer que gostaria de vestir a camisa do Corinthians, mas acabou acertando com o Real Sociedad. O que impediu a contratação por parte do Timão foi o lado financeiro: o clube espanhol pagou 7,2 milhões de euros (R$ 27 milhões), enquanto o time brasileiro queria Jonathas sem custos.

Téo Gutiérrez (River Plate - Argentina)

O Corinthians se envolveu em uma novela de quase dois meses com o atacante colombiano, Teófilo Gutiérrez, do River Plate. No final, o jogador acertou com o Sporting, de Portugal, por cerca de 3,4 milhões de euros (R$ 11,6 milhões). Novamente, a negociação com o Timão emperrou na parte financeira. Apesar de ter acertado salários e luvas com o atleta, o clube não conseguiu se acertar com o River Plate que queria um valor alto e a vista pelo atacante.

Dentinho (Shakhtar Donetsk - Ucrânia)

As conversas entre o Corinthians e o atacante Dentinho iniciaram durante as férias do atleta no Brasil. Após uma visita no CT, o jogador declarou que gostaria de retornar ao clube, que deixou o caminho livre caso ele conseguisse uma liberação do Shakhtar Donetsk. O clube ucraniano, no entanto, não aceitou liberar Dentinho para retornar ao futebol brasileiro, nem mesmo quando ele viajou ao país para conversar pessoalmente com a diretoria. Para encerrar a novela, o Shakhtar deu a camisa 9 para Dentinho e demonstrou que tinha total intenção de contar com ele nessa próxima temporada.

Renê Júnior (Guangzhou Evergrande - China)

O Corinthians também tentou trazer o volante Renê Júnior, por empréstimo, nessa janela de transferência do meio do ano. O jogador se recuperou de uma lesão no CT Joaquim Grava durante um período e as conversas se iniciaram nessa época. Ao contrário de Dentinho que não foi liberado pelo clube, o Guangzhou Evergrande, da China, aceitou emprestar o volante ao Timão. A negociação, no entanto, emperrou na hora de acertar os salários com Renê. O Timão ofereceu cerca de R$ 300 mil ao atleta, deixando o restante (R$ 150 mil) a cargo do clube chinês. A proposta foi recusada.

Paolo Guerrero (Flamengo - Brasil)

Uma das negociações mais longas no Corinthians não começou nessa temporada. Desde o final do ano passado, o clube tentava renovar o contrato com o atacante Paolo Guerrero, peça tão importante no elenco. Em maio, no entanto, a diretoria desistiu e declarou que não iria renovar com o peruano. Na sequência, reiscindiu o contrato do atacante, que assinou com o Flamengo por cerca de R$ 30 milhões por três anos de vínculo.

Dudu (Palmeiras - Brasil)

As conversas com o atual atacante do Palmeiras se iniciaram no final de 2014, mas se arrastaram até o início dessa temporada. Dudu chegou até a declarar que iria jogar no Corinthians, mas acabou acertando com o rival, que comprou seus direitos do Dínamo de Kiev, da Ucrânia, por cerca de 3 milhões de euros. O Timão até chegou a oferecer um valor maior pelo atacante, mas de maneira parcelada, o que não agradou ao clube ucraniano.

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes