Parceiro do Corinthians, empresário vascaíno fala sobre sua relação com o clube

Parceiro do Corinthians, empresário vascaíno fala sobre sua relação com o clube

Por Meu Timão

Carlos Leite é empresário de Gil, Renato Augusto, Cássio e Fagner

Carlos Leite é empresário de Gil, Renato Augusto, Cássio e Fagner

Foto: Arquivo Pessoal

No mundo do futebol desde 2002, o carioca Carlos Leite é um dos empresários mais bem sucedidos do Brasil. Com cerca de 70 atletas, o agente tem parcerias vitoriosas, como o Corinthians. Leite é parceiro do Timão desde 2007, quando trouxe o técnico Mano Menezes para o clube.

"Começou com a ida do Mano Menezes, no fim de 2007. Eu procurei me espelhar no Jorge Mendes, que tinha pego o Mourinho para trabalhar. Ele enxergava que era importante ter um treinador de nome. Procurei o Mano quando soube que ele não ficaria no Grêmio", explicou, em entrevista ao colunista Jorge Nicola.

Mas essa não foi a primeira negociação envolvendo o empresário e o clube alvinegro. Leite lembra que antes de Mano, ele já tinha viabilizado a, até então, maior venda da história do Corinthians.

"Eu já tinha feito a negociação do Willian para o Shakhtar (por US$ 19 milhões), que era, até então, a maior venda da história do Corinthians. Com o Mano, a minha relação com o Corinthians ficou forte", lembrou.

Atualmente, ele tem quatro clientes (Gil, Renato Augusto, Cássio e Fagner) e considera que fez parte do processo de renascimento do clube desde que subiu da Série B em 2008.

"Ajudei muito o Corinthians no momento de maior dificuldade, com contatos, jogadores… Posso dizer que acertamos mais do que erramos, e essa relação continua firme, tanto é que quatro jogadores estão no elenco (Cássio, Fagner, Gil e Renato Augusto). Tem sido bom para o clube e para mim, também. Acho que fui uma gotinha no meio do oceano", explicou.

Apesar de se considerar essa "gotinha", Carlos Leite não acha que o Timão foi o clube que ele mais ajudou na carreira. Torcedor declarado do Vasco, o empresário também teve participação fundamental nos últimos anos do clube carioca.

"Acho que foi o Vasco, até por ser torcedor e por já ter um know-how em 2009. Indiquei o Dorival Junior, o Rodrigo Caetano e levei 80% do time que ganhou a Série B daquele ano, foi vice-campeão brasileiro em 2011 e venceu a Copa do Brasil. O mais legal é que Vasco e Corinthians dominaram o futebol nacional no período. Na semifinal da Copa do Brasil de 2009, por exemplo, 19 jogadores eram representados por mim", comentou, completando com a resposta de que time teria torcido na ocasião: "Eu torci para o preto e branco".

Entre tantos jogadores e tantas transações já realizadas em vários clubes brasileiros, Carlos Leite destaca uma, envolvendo o Corinthians, que lhe rendeu bons lucros. "Alguns foram importantes, como o Lucas Leiva (vendido ao Liverpool, em 2007, por nove milhões de euros) e o Romarinho. Eu o descobri no Bragantino, comprei os direitos, levei para o Corinthians e a venda foi interessante (oito milhões de euros ao El Jaish, do Catar)", finalizou.

Veja Mais:

  • Pepinho e Coelho, técnico e auxiliar do Sub-20, respectivamente

    Coelho perde posto, e diretoria do Corinthians fecha com novo treinador para Sub-20

    ver detalhes
  • Clayton foi apresentado no Corinthians nesta terça-feira

    Clayton é apresentado no Corinthians 'sem prazo de validade' e já fala em títulos

    ver detalhes
  • Com Clayton, Timão agora freia possíveis contratações e saídas

    Corinthians vê negociações esfriarem e aguarda fim do Paulistão; entenda

    ver detalhes
  • Paulinho de volta ao Corinthians? 'Esse dia será louco', projeta o próprio clube

    Corinthians 'recepciona' Paulinho e projeta até retorno: 'Esse dia será louco'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes