Tite justifica ausência de jogadores importantes em campo: 'Não é o técnico que quer'

3.1 mil visualizações 65 comentários

Por Meu Timão

Tite falou sobre presença de Elias no banco de reservas

Tite falou sobre presença de Elias no banco de reservas

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians entrou em campo contra o Santos, nesta quarta-feira, com quatro mudanças em relação ao elenco que compôs a derrota por 2 a 0 na Vila Belmiro, na última semana. Sem Luciano, Jadson, Elias e Fagner, o técnico Tite escolheu Cássio, Edilson, Felipe, Gil, Uendel, Ralf, Matheus Pereira, Bruno Henrique, Renato Augusto, Malcom e Vagner Love. Ou melhor, não "escolheu". Segundo as palavras do próprio treinador, "Não é o técnico que quer".

Após a derrota por 2 a 1 e consequente eliminação na Copa do Brasil, Tite, quando questionado sobre a ausência do volante Elias no jogo decisivo, assim como já aconteceu em outras ocasiões, justificou que a escolha parte do departamento médico e físico do Timão.

"Não escolho e não deixo fora, é muito fácil para mim colocar, eu teria todas as condições de falar, eu e a equipe, de colocar o atleta para estourar, assim como foi com o Felipe. Quando vem o departamento médico e físico, tem toda uma estrutura por trás, então não é o técnico que quer. Algumas situações são inevitáveis, eu não queria nem em relação a ele, ao Fagner e Jadson. Mas quando acontece, é pelo departamento físico", esclareceu o técnico.

"Podia pensar assim 'O Elias vai para a Seleção, então vou meter ele nos jogos e estourar ele'. O Corinthians não faz isso, tem que ter uma responsabilidade muito grande. Estou externando ideias para serem avaliadas", completou, lembrando que o jogador deve se apresentar à Seleção Brasileira, para a diputa de dois amistosos, na segunda-feira, após a partida contra a Chapecoense, neste domingo. Pela convocação, Elias ficará de fora de três jogos do Timão: Fluminense, Palmeiras e Grêmio.

Além de justificar a opção por alguns jogadores importantes no banco de reservas, Tite ressaltou que o Santos, na última semana, entrou em campo pelo Campeonato Brasileiro antes que o Corinthians e, portanto, teve mais tempo para a recuperação dos atletas.

"A sequência de jogos pega de trás para frente, e normalmente o quinto jogo te trás um decréscimo de desempenho e performance. O Santos jogou no sábado, e tem uma equipe um pouco mais jovem também. A nossa sequência, era o sexto jogo de uma série de jogadores importantes", concluiu.

Veja Mais:

  • Cássio é o único titular em campo no treino do Corinthians desta quinta-feira

    Corinthians volta aos trabalhos no CT após empate em Dérbi; veja provável time para decisão

    ver detalhes
  • Protesto acontece após divulgação da escala de arbitragem

    Antes de decisão contra o Corinthians, torcedores do Palmeiras vão à FPF protestar por arbitragem

    ver detalhes
  • Cássio recebe a maior nota dos leitores do Meu Timão após Dérbi sem gols

    Cássio 'se salva' e é o melhor do Corinthians em noite de avaliações ruins; meia é o pior

    ver detalhes
  • Está na hora de falarmos do Luan

    [Marco Bello] Está na hora de falarmos do Luan

    ver detalhes
  • Liga Nacional de Futsal tem início de temporada marcada para 21 de agosto

    Corinthians conhece detalhes de retorno da Liga Nacional de Futsal; veja novidades

    ver detalhes
  • Duelo teve muita luta e poucas chances de gol

    Corinthians cria pouco e fica no empate sem gols na primeira final do Campeonato Paulista

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: