Tite justifica ausência de jogadores importantes em campo: 'Não é o técnico que quer'

Tite justifica ausência de jogadores importantes em campo: 'Não é o técnico que quer'

Por Meu Timão

Tite falou sobre presença de Elias no banco de reservas

Tite falou sobre presença de Elias no banco de reservas

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians entrou em campo contra o Santos, nesta quarta-feira, com quatro mudanças em relação ao elenco que compôs a derrota por 2 a 0 na Vila Belmiro, na última semana. Sem Luciano, Jadson, Elias e Fagner, o técnico Tite escolheu Cássio, Edilson, Felipe, Gil, Uendel, Ralf, Matheus Pereira, Bruno Henrique, Renato Augusto, Malcom e Vagner Love. Ou melhor, não "escolheu". Segundo as palavras do próprio treinador, "Não é o técnico que quer".

Após a derrota por 2 a 1 e consequente eliminação na Copa do Brasil, Tite, quando questionado sobre a ausência do volante Elias no jogo decisivo, assim como já aconteceu em outras ocasiões, justificou que a escolha parte do departamento médico e físico do Timão.

"Não escolho e não deixo fora, é muito fácil para mim colocar, eu teria todas as condições de falar, eu e a equipe, de colocar o atleta para estourar, assim como foi com o Felipe. Quando vem o departamento médico e físico, tem toda uma estrutura por trás, então não é o técnico que quer. Algumas situações são inevitáveis, eu não queria nem em relação a ele, ao Fagner e Jadson. Mas quando acontece, é pelo departamento físico", esclareceu o técnico.

"Podia pensar assim 'O Elias vai para a Seleção, então vou meter ele nos jogos e estourar ele'. O Corinthians não faz isso, tem que ter uma responsabilidade muito grande. Estou externando ideias para serem avaliadas", completou, lembrando que o jogador deve se apresentar à Seleção Brasileira, para a diputa de dois amistosos, na segunda-feira, após a partida contra a Chapecoense, neste domingo. Pela convocação, Elias ficará de fora de três jogos do Timão: Fluminense, Palmeiras e Grêmio.

Além de justificar a opção por alguns jogadores importantes no banco de reservas, Tite ressaltou que o Santos, na última semana, entrou em campo pelo Campeonato Brasileiro antes que o Corinthians e, portanto, teve mais tempo para a recuperação dos atletas.

"A sequência de jogos pega de trás para frente, e normalmente o quinto jogo te trás um decréscimo de desempenho e performance. O Santos jogou no sábado, e tem uma equipe um pouco mais jovem também. A nossa sequência, era o sexto jogo de uma série de jogadores importantes", concluiu.

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes