Com quatro jogadores do Corinthians, Brasil goleia a Venezuela no futsal

Com quatro jogadores do Corinthians, Brasil goleia a Venezuela no futsal

Por Meu Timão

O corinthiano Guitta jogou diante da Venezuela

O corinthiano Guitta jogou diante da Venezuela

Foto: Site oficial do Corinthians

Encerrando sua participação na primeira fase da Copa América de futsal, a Seleção Brasileira, que conta com quatro jogadores do Corinthians, entrou em quadra na noite da última quinta-feira, para enfrentar a Venezuela. Já classificada para as semifinais, a equipe não tomou conhecimento e goleou o adversário por 5 a 1. Os gols da vitória foram marcados por Pito (2), Thiaguinho, Ciço e Rodrigo.

Com o resultado, a Seleção finalizou a fase inicial com nove pontos e 100% de aproveitamento. Além da liderança isolada do Grupo B. Agora, as atenções estão todas voltadas para a semifinal da competição, diante da Argentina, que, por sua vez, terminou a primeira fase na segunda colocação do Grupo A. O clássico acontece neste sábado, às 23h (de Brasília), em Portoviejo, no Equador.

Para chegar até essa fase da competição, a Seleção antes precisou superar o Uruguai na primeira rodada, por 4 a 1, com direito a um gol do corinthiano Simi, além de vencer a Colômbia, por 2 a 0 e agora a Venezuela, por 5 a 1.

​Representam o Timão na Seleção, que está disputando a Copa América, o goleiro Guitta, o fixo Neto, o ala Arthur e o pivô Simi.

Veja Mais:

  • Arbitragem tem sido assunto recorrente no dia-a-dia do Corinthians

    Levantamento: todos os erros contra e favor do Corinthians no Brasileirão 2017

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians fez festa no estádio do Racing

    Fotógrafo registra vídeo sensacional no meio da torcida do Corinthians no estádio do Racing

    ver detalhes
  • Esporte é praticado nas dependências do Corinthians desde a década de 50

    Saem as chuteiras, entra o pandeiro: conheça o Tamboréu, modalidade tradicional do Corinthians

    ver detalhes
  • Homero transformou bandeira invertida em taça da Libertadores nas costas de Edinho

    21 anos após erro de tatuador, corinthiano fecha costas com lembranças épicas da Libertadores

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes