No Catar, Romarinho não perdoa: 'Zoar o Palmeiras é mais forte do que eu'

No Catar, Romarinho não perdoa: 'Zoar o Palmeiras é mais forte do que eu'

Por Meu Timão

17 mil visualizações 97 comentários Comunicar erro

Pelo Timão, Romarinho se tornou um dos maiores 'carrascos' do Palmeiras

Pelo Timão, Romarinho se tornou um dos maiores 'carrascos' do Palmeiras

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Talismã do Corinthians na decisão da Libertadores de 2012, Romarinho tem vivido uma grande fase no Al-Jaish, equipe que disputa a Qatar Stars League. Em 31 partidas pelo clube do Oriente Médio nesta temporada, o ex-atacante do Timão já marcou 21 gols. Artilheiro no outro lado do oceano Atlântico, o jogador não se esquece dos tempos de glória contra o arquirrival.

"Tenho muita saudade de jogar contra o Palmeiras, porque é nos grandes jogos que você se destaca e ganha a torcida. Não adianta nada fazer um monte de gols contra o time pequeno e sumir contra os rivais que você não vai marcar história em um clube. Agora está ainda melhor, porque cada time tem sua casa, fazer um gol no estádio deles seria ainda mais especial", contou Romarinho em entrevista ao portal ESPN.com.br.

A história entre Timão e o ex-camisa 31 do Parque São Jorge começou no dia 24 de junho de 2012. Prestes a disputar o título intercontinental contra o Boca Juniors-ARG, o Corinthians enfrentou o Palmeiras com uma escalação repleta de jogadores reservas. Durante o Dérbi, Romarinho marcou dois belos gols - um de letra - e ajudou o time de Tite a sair com a vitória.

"A torcida ia ao delírio comigo, mas os assessores do Corinthians ficavam doidos naquela época, me davam broncas, mas o que posso fazer? Zoar o Palmeiras é mais forte do que eu (risos)", acrescentou o atacante. Em 141 jogos com o manto alvinegro, marcou 25 gols, além de conquistar um Mundial de Clubes da FIFA, Campeonato Paulista e Recopa Sul-Americana.

"Eu tenho muita saudade dos amigos e da torcida do Corinthians, nas redes sociais recebo muitas mensagens da galera, ainda mais antes de jogo contra o Palmeiras. Você sabe que a zoeira nunca acaba, né, ela não tem limites, isso virou minha marca registrada (risos). Sempre que estou de férias no Brasil e vou em algum lugar, como um restaurante, os torcedores chegam em mim e tiram fotos, falam as frases 'Porque faz isso, Romarinho?' e 'A zoeira nunca acaba' (risos)", brincou o atacante, que ainda torce pelo Timão.

"Eu acompanho até hoje o Corinthians, mas ficou mais difícil porque são sete horas de diferença, fiquei chateado que foi eliminado contra o Santos, mas estou feliz pela liderança do campeonato brasileiro. Fiquei triste pelo meu parceiro Luciano, que estava vivendo o grande momento da carreira dele, com muita confiança e se machucou, foi uma pena", completou.

Veja Mais:

  • Carille retornou da Arábia Saudita para assumir o Corinthians em 2019

    Com festa da Fiel, Carille desembarca no Brasil e fala pela primeira vez sobre retorno ao Timão

    ver detalhes
  • Carille explicou perfil de contratações indicadas à direção alvinegra

    Sem estrelas: Carille traça perfil de contratações do Corinthians e rasga elogios a Ramiro

    ver detalhes
  • Sornoza fez boa temporada no Fluminense; meia já foi finalista da Libertadores com o Independiente del Valle

    Sem envolver jogadores, Corinthians e Fluminense chegam a acordo por transferência de Sornoza

    ver detalhes
  • Corinthians já anunciou cinco reforços para 2019

    Com Ramiro, Corinthians se torna clube da Série A com mais contratações para 2019

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes